Andréa Leonora
200 ARTIGOS
Jornalista com mais de 30 anos de experiência, passou pelos jornais A Notícia, Diário Catarinense, Gazeta Mercantil e Indústria&Com;ércio. Tem matérias publicadas também em O Globo e Folha de São Paulo. Atuou na Assessoria de Imprensa da Petrobras, no Rio de Janeiro, e, em Santa Catarina, na área de Comunicação da Celesc, da Eletrosul e da Assembleia Legislativa. É editora da Coluna Pelo Estado desde 2010 e coordenadora de Integração Editorial da ADI-BR

“Ou a gente perdia os anéis ou perdia os dedos”

No próximo dia 21, exatamente às 18 horas, Cleverson Siewert vai se despedir da presidência da Celesc e da companhia que presidiu durante quase oito anos. O anúncio já foi feito, o mercado está ciente, mas, longe de se acomodar com a proximidade das férias de dois meses que pretende tirar, ele mantém o ritmo que se impôs durante todo o período dedicado à maior empresa do Estado. Sistemático, chega às 8 horas da manhã e sobe até sua sala pelas escadas, dispensando o elevador. No breve percurso, o engenheiro civil deixa de lado a frieza dos números e se concentra em uma oração de agradecimento pelo dia anterior e pelo novo dia de trabalho que vai iniciar.

É um dos primeiros a chegar, um dos últimos a sair, final de semana e dias úteis têm o mesmo valor para ele e férias é algo que há anos desconhece. Resumindo: seu lema foi dedicação total à Celesc. Por muitas vezes Siewert foi personagem da Pelo Estado Entrevista/SCPortais, além de inúmeras notas e matérias publicadas pelos veículos impressos e digitais da rede ADI-SC/CNR-SC/SCPortais. Em mais esta entrevista, muitas vezes interrompida para que tomasse fôlego e controlasse a emoção, Cleverson Siewert fala de ações e dos resultados alcançados, das decisões nem sempre fáceis e do reconhecimento que a Celesc conquistou no mercado, na sociedade, nos meios político e institucional catarinense. Sai do comando da Celesc como um Pelé – em seu melhor momento.

LEIA A MATÉRIA COMPLETA E OUÇA TRECHOS DO ÁUDIO CLICANDO AQUI

DEIXE SEU COMENTÁRIO