Cezar da Luz
123 ARTIGOS
Cezar da Luz é gaúcho de São Gabriel, aquerenciado há 40 anos em Chapecó. Na imprensa é colunista do Diário do Iguaçu/Folha de Chapecó e há 16 anos apresenta o programa Chama Nativa na Rádio Super Condá Am 610. Também é pesquisador e palestrante da história e cultura gaúcha.

Confira imagens e detalhes do recital de encerramento do Chapecó Cultura em Versos

Com muita satisfação aceitei o convite para apresentar o protocolo de abertura do recital poético de encerramento do 2º Chapecó Cultura em Versos, ocorrido na segunda-feira (17) no Recanto da Poesia Crioula. O projeto foi patrocinado pela Prefeitura de Chapecó, por meio da Secretaria de Cultura com o Edital de Linguagens Artísticas de 2018. Confira imagens no final do texto.

O IDEALIZADOR

O projeto nasceu da grande vontade de seu idealizador, o seu Waldir Borille, em incentivar a arte declamatória. Com objetivo de aperfeiçoamento de nossos declamadores, incluindo a composição poética e descoberta de novos talentos. Foram oito módulos de muito aprendizado e troca de experiências. É visível o crescimento intelectual na escrita e oralidade de uma pessoa que se desafia e mergulha de cabeça no mundo dos poemas.

ATRAÇÕES DO 2º CHAPECÓ CULTURA EM VERSOS

O primeiro modulo apresentou a grande declamadora da atualidade Rosa Linn, de Passo Fundo (RS). Uma apaixonada pela arte e que vê poesia em tudo. No segundo módulo, a declamadora e poetisa Joseti Gomes, com maestria, trouxe a técnica da arte declamatória. No terceiro encontro, o poeta, compositor e vencedor de vários festivais Carlos Ommar Villela Gomes oportunizou conhecimentos e amor pela composição poética. No quarto módulo, Chapecó recebeu a visita de Waldemar Camargo e o seu talento de 48 anos dedicado aos palcos dando voz aos poemas. Também do estado gaúcho veio o jornalista e radialista Rogerio Bastos e no quinto encontro abordou dicção e oratória. Cultura, civismo e muitas dicas para uma boa oratória. O sexto encontro recebeu a declamadora Hernalda Mussio e o amadrinhador e declamador Cesar Augusto Furtado. Almas gêmeas no amor e nos ideais discorrendo sobre técnica vocal, segredos da respiração correta e interpretação. O sétimo módulo contou com as presenças de Luis Otavio Trindade Freitas e Eva Marquezi. Oportunidade de apreciarmos exemplos reais onde a arte declamatória contribuiu no resgate da autoestima e confiança. O último módulo foi em dose tripla. Pablo da Rosa, Waldir Borille e o premiadíssimo João Batista de Oliveira. A realidade nos palcos dos festivais, causos, avaliação de concursos, interpretação e amadrinhamento foram explanados de forma direta e de fácil entendimento, oportunizando clareza no entendimento dos participantes.

DECLAMADORES HOMENAGEIAM POLICIAIS NO RECITAL

A Polícia Militar e os tradicionalistas sempre foram parceiros em Chapecó. O quarteto de declamadores Waldir Borille, Dienifer Borille, Gislaine e Max Deitos, em conjunto, declamaram “O Policial de João Pantaleão Gonçalves Leite”, amadrinhados por Amaury Vebertz ao violão– homenageando a classe de policiais de nossa cidade, que tão bem desempenham suas atividades com muita coragem e profissionalismo. Participaram do recital alunos da Escola Municipal Dilso Cechin, classificados no recital poético desta escola. Tradicionalistas de CTGs de Chapecó e outras querências catarinenses. Como sempre diz o amigo Waldir Borille: “o que antes era um sonho, hoje é uma realidade”. Ter um projeto com cunho tradicionalista contemplado em um edital público tão concorrido realmente é um orgulho. A organização e participantes destacaram positivamente o apoio da Prefeitura de Chapecó, por meio da Secretaria de Cultura e do secretário de Cultura. Ao fim do evento, foi oferecido um coquetel e entregue os certificados aos declamadores. Confira as imagens.




































1 COMENTÁRIO(S)

  1. Parabéns ao amigo, Somos muito gratos, pelo reconhecimento e pelo costado. Que o pai de nossas estãncias celestiais sempre ilumine.

DEIXE SEU COMENTÁRIO