Cezar da Luz
97 ARTIGOS
Cezar da Luz é gaúcho de São Gabriel, aquerenciado há 40 anos em Chapecó. Na imprensa é colunista do Diário do Iguaçu/Folha de Chapecó e há 16 anos apresenta o programa Chama Nativa na Rádio Super Condá Am 610. Também é pesquisador e palestrante da história e cultura gaúcha.

Pedro Bica partiu para “Estância do Céu” e deixa um legado de mais de mil músicas

- Publicidade -
 

Há poucos dias faleceu Volmir Martins e novamente os apreciadores da arte musical gaúcha choram mais uma grande perda. Morreu no último sábado (10), aos 79 anos, o cantor e compositor missioneiro Pedro Bica. Natural de Bossoroca, ele residia atualmente em Santa Rosa, onde faleceu. Ele era autor de grandes sucessos como Pra lá de vadio, gravado pelo Gaúcho da Fronteira.

Estive proseando com meu amigo Mario Meira, músico e apresentador do “Terra Missioneira” da Rádio São Luiz. No domingo foi levado ao ar um programa gravado na sexta-feira na comunidade de São Joaquim, em Bossoroca, local em que Pedro Bica nasceu. A programação contou com a participação de muitos de seus familiares.

“Com as suas composições que o Xiru Missioneiro ficou conhecido. No primeiro CD do Xiru, quase todas letras são do Pedro Bica. Músicas como Campeiro Feliz, Contando os Pilas, Negra Marculina, Peão Mimoso, estão entre uma infinidade de sucessos que foram obras do talento do Bica”, disse Mario Meira.

Apesar do Bica ter CDs gravados, ganhou fama como compositor. De acordo com a Rádio São Luiz, (São Luiz Gonzaga) Pedro é considerado um dos melhores compositores de músicas nativistas de todo o Estado. Sua obra tem mais de mil letras escritas, das quais muitas já deram disco de ouro a vários artistas.

É mais um taura que se vai para a “Estância do Céu”. Por certo leva consigo o prazer de ter cantado e exaltado a nossa terra gaúcha. Lamentando, nos resta agradecer e desejar que descanse em paz!

DEIXE SEU COMENTÁRIO