Camila Silveira
45 ARTIGOS
Compartilhe conosco o amor pelos bichinhos. Envie fotos, vídeos e histórias. Nos ajude a construir esse espaço, participe redacao@diariodoiguacu.com.br ou pelo whatsApp (49) 99967-2258.

Por que uma clinica só para gatos em Chapecó?

Nas ruas de Chapecó é muito comum ver muitos cães passeando com seu tutor, afinal a indústria pet cresceu e muito nos últimos tempos e aqui não foi diferente. A cidade tem muitos petshops e clínicas que atendem tanto gato quanto cachorro.

Mas, você já parou para analisar o quanto o gato fica estressado na presença de outro gato desconhecido? Imagina então, na presença ou sentindo cheiro de outro cachorro.

A Cat Clinic chegou à cidade com o objetivo de, com cuidado máximo, manter os felinos da cidade o mais calmos possível durante um atendimento clínico.

Uma das sócias-proprietárias além de ter este cuidado e amor com a prática de Cat Sitter é veterinária especializada em felinos, ou seja, qualquer dúvida e cuidado necessário no atendimento que asa irmãs Ana Paula e Bruna Vivian têm.


Foto: Carol Dias/Diário do Iguaçu

E como é muito comum em Chapecó ter clínica para cães ou mista – que atende cães e gatos, na cidade, a Cat Clinic chegou, exclusivamente para gatos.

Ana Paula disse que essa prática de ter mais foco em cachorros do que gatos está ligado à tradição. “O gato é um paciente que há pouco tempo está dentro da casa das pessoas e há menos tempo ainda ele frequenta a clínica veterinária”.

Ela ainda citou que pesquisas mostram que o gato geralmente só é levado para o veterinário quando está muito mal. “Isso acontece por duas razões: as pessoas não tem confiança em levar o gato no veterinário ou porque já tiveram uma experiência traumática”, conta Ana Paula.

Longa vida ao meu gato

Hoje há um conceito diferente de se fazer acompanhamento, porque conforme Ana Paula explica, isso ajuda a prolongar a vida do gatinho, tratando e sempre acompanhando a saúde. Um gato que não tem acesso à rua e está em dia com o veterinário pode viver até 16 anos ou mais.

Já gatos que vão para a rua, moram em apartamentos que não tem tela e que não tem contato frequente com veterinário tem uma expectativa de vida reduzida e não passam de cinco ou seis anos.

Cuidado com o paciente felino

As irmãs Ana Paula e Bruna Vivian donas da Cat Clinic, contaram da importância do lugar específico somente para gatos. Elas disseram que normalmente o dono de gatos é uma pessoa mais criteriosa e bem informada.

Por isso, o ambiente da clínica foi feito justamente porque os tutores preferem um lugar mais tranquilo onde o pequeno felino vai estar bem, fora de casa.


Fotos: Camila Silveira/Diário do Iguaçu

“O gato além de tudo é muito territorialista, a saída dele de casa para ir a algum consultório é muito traumática, raras exceções dos gatos que gostam de passear, mas, normalmente eles ficam inseguros quando saem.”, conta Ana Paula.

O lugar específico para atendimento de gato tem desde a estrutura física, como também as sensações. De acordo com a Ana Paula, isso inclui não ter cheiro de cães, por isso elas evitam deixar cheiro residual de outros gatos.

“Toda vez que um gato é atendido, na saída a gente faz a higienização da bancada.”, conta a veterinária.

Ela ainda conta que o gato tem o olfato muito apurado e todas as sensações do gato são liberadas por meio de feromônios de bem estar e satisfação de carinho.

Mas, também pode ser liberado por meio do medo, ou seja, quando ele chegar qualquer percepção olfatória poderá ser positiva ou negativa. Por isso a Cat Clinic tem o ambiente menos agressivo para o gato.

Atendimento com hora marcada

Para melhor ser atendido o cliente deve marcar horário com a clínica para evitar contratempos. O contato para agendar é (49) 9 9135-5971.

Com hora marcada, as profissionais poderão preparar o ambiente para receber o gatinho e o cliente não precisará esperar por muito tempo se chegar sem avisar.


“A consulta com o gato é uma consulta bem detalhada e mais longa. O gato fica solto no consultório enquanto a gente tem a conversa com o tutor e assim o gato vai se ambientando dentro do local. Isso visa à redução do estresse.”.

Além de tudo isso, a veterinária também aponta que o profissional que lida com o paciente felino tem que estar muito bem instruído de como fazer a melhor contenção, saber a interpretar os sinais de agressividade e medo, para conseguir trabalhar de forma saudável.

Por isso, na hora de procurar atendimento para seu felino, pense um pouco no que é melhor para o seu gatinho. O espaço foi pensado e feito para atender de forma mais tranquila o gatinho que sai de casa com medo do que vai acontecer.

Deixe-o ficar no lugar mais tranquilo com lugares específicos para gatos, para a experiência não virar um filme de terror para você e para o gatinho.


A Cat Clinic dispõe de muitos produtos para os tutores que se preocupam com a qualidade de rações e afins que compram para seu gatinho.

Lá também há a ala de internação, além de um espaço aconchegante para receber o tutor e o gatinho da forma mais tranquila.


Nos vemos em breve aqui no blog com mais dicas especiais para seu felino. Miadinhos carinhosos.

Ah, só mais um coisínea: Fique com essa linda princesa que também está na Cat Clinic. Ela recomenda que se você quer conhecer mais sobre a clínica, basta acessar a nossa primeira matéria: Cat Clinic já está funcionando em Chapecó.



Foto: Camila Silveira/Diário do Iguaçu

DEIXE SEU COMENTÁRIO