Novo reforço da Chapecoense foi vice-campeão da Copa Libertadores

Zagueiro Enrique Meza ajudou o Olimpia a chegar à final do torneio em 2013

- Publicidade -
 

Chapecó – Enrique Meza é o quarto estrangeiro a vestir a camisa da Chapecoense nos últimos quatro anos. O zagueiro deve chegar na Arena Condá até esta segunda-feira (7). Ele vem por empréstimo do Sport e ficará até o fim desta temporada. Por enquanto, o clube do Oeste não busca novos reforços, nem mesmo um meia direita, que era a prioridade dos dirigentes nas últimas semanas.

 

>> Confira mais informações de Esporte <<

>> Confira o Blog Resenha Esportiva <<

 

Meza tem 28 anos, 1,84 metro e já passou pelas seleções de base e principal do Paraguai. “Pegamos informações com o Arce (ex-lateral do Grêmio e atual técnico do Cerro Porteño), que jogou junto com o Maringá (vice de futebol do Verdão), e gostamos do que ouvimos”, disse o presidente Sandro Pallaoro sobre o defensor canhoto, que em 2013 participou da campanha do Olímpia no vice-campeonato da Libertadores.

Apesar do bom conceito no futebol paraguaio, Meza não se firmou no time de Recife. “Ele perdeu espaço porque o Sport trouxe de volta o Durval, um ídolo do torcedor e canhoto também. Por isso, o Meza foi nos oferecido”, explicou Pallaoro. O zagueiro estava no clube pernambucano desde o fim do ano passado e acabou envolvido na negociação que levou Régis à Ilha do Retiro.

O “Caso Régis” se arrastava desde a metade de maio. O Sport fez uma proposta para o atleta, mas o Verdão só aceitava liberar mediante uma compensação financeira. Nesse período, o meia não compareceu no embarque para o jogo contra o Inter e não se representou para a intertemporada. Depois de muita conversa, todas as partes chegaram a um entendimento no início desta semana.

O Verdão vai divulgar detalhes do acordo nos próximos dias, mas Pallaoro adiantou o valor total do negócio nesta quinta (3), em entrevista à Rádio Chapecó. “Entre o salário de Meza, que será pago pelo Sport, uma quantia paga pelos investidores do Régis e os vencimentos que ele abriu mão na Chapecoense, vai dar uma compensação de R$ 600 mil”, revelou o dirigente. Régis já se apresentou ao seu novo clube e assinou contrato de quatro anos.

 

Sandro Pallaoro, presidente da Chapecoense, sobre a saída de Régis e a vinda de Meza:

“As coisas acabaram se encaixando no final e ficando bom para os dois clubes. A gente estava mesmo à procura de um zagueiro”.

 

ESTRANGEIROS NO VERDÃO

O paraguaio Meza é o quarto estrangeiro a vestir a camisa da Chapecoense nos últimos anos. Em 2005, o argentino Fabio de los Santos, ex-lateral do Grêmio, atuou como atacante no Verdão. Em 2007, o clube contratou o ganês James, que não chegou a participar da campanha do título estadual. Três anos depois foi a vez do camaronês Steve defender a equipe verde-branca.

 

SEM NOVOS REFORÇOS

Em princípio, a Chapecoense não contratará mais reforços. O clube buscava um meia direita, mas deverá apostar em Camilo, recuperado de lesão. Além de Meza, o Verdão se reforçou com o meia Zezinho e os atacantes Rychley e Bruno Rangel.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Oeste ganha títulos no futsal, no tênis de mesa e no vôlei na Olesc em Videira
Time de Concórdia reage no Paraná e mostra força na Liga Nacional de Handebol
Da arquibancada para a pista! Aos 58 anos, chapecoense realiza sonho no automobilismo
Campeão internacional, atleta de Chapecó é atração no tênis de mesa da Olesc
Vôlei feminino de Chapecó em contagem regressiva para o Campeonato Catarinense
Concórdia perde mais uma em casa e continua sem vencer na Liga Nacional de Handebol
Maraviha recebe cerca de 200 atletas para etapa do Circuito Catarinense de Tênis de Mesa
Handebol feminino de Concórdia continua sem vencer na Liga Nacional 2019
Equipes de Chapecó conquistam 21 medalhas no Campeonato Catarinense de Natação
Handebol Feminino de Concórdia joga nesta terça-feira em casa pela Liga Nacional