Novo reforço da Chapecoense foi vice-campeão da Copa Libertadores

Zagueiro Enrique Meza ajudou o Olimpia a chegar à final do torneio em 2013

Chapecó – Enrique Meza é o quarto estrangeiro a vestir a camisa da Chapecoense nos últimos quatro anos. O zagueiro deve chegar na Arena Condá até esta segunda-feira (7). Ele vem por empréstimo do Sport e ficará até o fim desta temporada. Por enquanto, o clube do Oeste não busca novos reforços, nem mesmo um meia direita, que era a prioridade dos dirigentes nas últimas semanas.

 

>> Confira mais informações de Esporte <<

>> Confira o Blog Resenha Esportiva <<

 

Meza tem 28 anos, 1,84 metro e já passou pelas seleções de base e principal do Paraguai. “Pegamos informações com o Arce (ex-lateral do Grêmio e atual técnico do Cerro Porteño), que jogou junto com o Maringá (vice de futebol do Verdão), e gostamos do que ouvimos”, disse o presidente Sandro Pallaoro sobre o defensor canhoto, que em 2013 participou da campanha do Olímpia no vice-campeonato da Libertadores.

Apesar do bom conceito no futebol paraguaio, Meza não se firmou no time de Recife. “Ele perdeu espaço porque o Sport trouxe de volta o Durval, um ídolo do torcedor e canhoto também. Por isso, o Meza foi nos oferecido”, explicou Pallaoro. O zagueiro estava no clube pernambucano desde o fim do ano passado e acabou envolvido na negociação que levou Régis à Ilha do Retiro.

O “Caso Régis” se arrastava desde a metade de maio. O Sport fez uma proposta para o atleta, mas o Verdão só aceitava liberar mediante uma compensação financeira. Nesse período, o meia não compareceu no embarque para o jogo contra o Inter e não se representou para a intertemporada. Depois de muita conversa, todas as partes chegaram a um entendimento no início desta semana.

O Verdão vai divulgar detalhes do acordo nos próximos dias, mas Pallaoro adiantou o valor total do negócio nesta quinta (3), em entrevista à Rádio Chapecó. “Entre o salário de Meza, que será pago pelo Sport, uma quantia paga pelos investidores do Régis e os vencimentos que ele abriu mão na Chapecoense, vai dar uma compensação de R$ 600 mil”, revelou o dirigente. Régis já se apresentou ao seu novo clube e assinou contrato de quatro anos.

 

Sandro Pallaoro, presidente da Chapecoense, sobre a saída de Régis e a vinda de Meza:

“As coisas acabaram se encaixando no final e ficando bom para os dois clubes. A gente estava mesmo à procura de um zagueiro”.

 

ESTRANGEIROS NO VERDÃO

O paraguaio Meza é o quarto estrangeiro a vestir a camisa da Chapecoense nos últimos anos. Em 2005, o argentino Fabio de los Santos, ex-lateral do Grêmio, atuou como atacante no Verdão. Em 2007, o clube contratou o ganês James, que não chegou a participar da campanha do título estadual. Três anos depois foi a vez do camaronês Steve defender a equipe verde-branca.

 

SEM NOVOS REFORÇOS

Em princípio, a Chapecoense não contratará mais reforços. O clube buscava um meia direita, mas deverá apostar em Camilo, recuperado de lesão. Além de Meza, o Verdão se reforçou com o meia Zezinho e os atacantes Rychley e Bruno Rangel.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Copa Catarinense de Futsal entra no returno. Rodada tem quatro partidas no Oeste
Concórdia divulga como ficaram as camisas para a Segundona catarinense 2019
Concórdia anuncia o atacante Brasão e o lateral Igor Bosel para a Segundona
Galo do Oeste confirma a contratação de dois zagueiros
Reunião final da Copa Portal DI será nesta segunda-feira. Inscrições estão abertas
Chapecoenses participam de congresso do Comitê Olímpico Brasileiro em São Paulo
Concórdia define a comissão técnica para a Segundona 2019
Campeonatos estaduais da Liga Catarinense de Futsal movimentam a região Oeste
Cerca de 2 mil atletas participam da Meia Maratona Aurora nas ruas de Chapecó
Chapecoense Felipe Tozzo faz a pole, mas termina em 9º na Mercedes-Benz Challenge