Acidente em Anchieta deixa dois mortos e um bebê ferido

O acidente envolveu um caminhão que transportava caixas de leite

- Publicidade -
 

Na manhã deste domingo (16), por volta das 10h40 um grave acidente envolvendo um caminhão, deixou duas pessoas mortas e um bebê ferido. O acidente ocorreu na SC-305 entre Guaraciaba e Anchieta.

A ocorrência foi atendida em conjunto com as equipes dos Bombeiros de São Miguel do Oeste, São José do Cedro, Guaraciaba e Anchieta. Eles atenderam as vítimas, que estavam no caminhão com placas do Paraná que estava carregado com caixas de leite. Segundo informações do Corpo de Bombeiros, foi uma saída de pista. As duas vítimas que morreram no local, estavam presas às ferragens.

>>Mais matérias sobre Polícia<<

Bebê passa bem

No caminhão havia também um bebê de seis meses, de acordo com os Bombeiros ele foi socorrido por moradores da região e encaminhado ao Hospital Regional em São Miguel do Oeste pelo Conselho Tutelar de Guaraciaba. Ele sofreu algumas escoriações e foi para o hospital para exame médico.


Toda a carga que o caminhão transportava foi perdida e foi necessário para resgate, uma máquina da prefeitura de Guaraciaba, pois o veículo tombou e caiu em uma ribanceira.

O Instituto Médico Legal de São Miguel do Oeste foi acionado para remoção dos corpos. O motorista foi identificado como Paulo Cesar Pires, de 39 anos a mulher como Hilda Oliveira Pereira, de 40 anos. 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Mulher é vítima de violência doméstica
Polícia prende suspeito de tráfico e desarticula ponto de tráfico no Bairro Efapi
Vítima tem pertences pessoais furtados na rodoviária de Chapecó
Corpo de jovem que estava desaparecida em Concórdia é encontrado
Polícia esclarece homicídio de jovem em Chapecó
Em duas semanas, jovem sofre duas tentativas de homicídio em Chapecó
Polícia elucida tentativa de homicídio em Chapecó
Homem come em lanchonete e sai sem pagar em Chapecó
PMA identifica casa com mais de 200 animais em situação de maus-tratos em Chapecó
Dálmata vítima de maus-tratos é resgatada pela Polícia Ambiental