Jovem é baleado após atirar contra PMs em Chapecó

Ocorrência foi na noite de quinta-feira (10) no Parque das Palmeiras. Durante as buscas feitas no local, cão Max, do Canil da PM, foi atacado por Pitbull

Um adolescente de 15 anos foi baleado após fazer disparos de arma de fogo contra uma guarnição da Polícia Militar na noite da quinta-feira (10) no bairro Parque das Palmeiras em Chapecó. Ainda durante a ocorrência, em buscas realizadas no local, o cão Max, do Canil da PM, foi atacado por um Pitbull que também tentou avançar no policial e precisou ser abatido.

A ocorrência teve início por volta das 18h30, quando guarnições faziam rondas pela Rua Castro Alves e observou dois homens parados próximos a uma garagem, um deles com um objeto na mão. Ao perceberem a presença da guarnição, os dois saíram correndo e um deles foi visto com uma arma na mão.

>> Últimas notícias <<

Buscas foram feitas e a PM conseguiu abordar um deles, de 28 anos. Os trabalhos seguiram na procura pelo outro rapaz, um adolescente de 15 anos, que estava em um beco próximo e fez um disparo contra o PM, que revidou e atingiu o adolescente.

Mesmo baleado, o jovem continuou fugindo por entre casas e um matagal. A PM acompanhou e com ajuda de populares – que indicavam a passagem do jovem armado e ferido - chegou até uma casa onde estava a irmã do rapaz que informou que ele havia sido socorrido por um vizinho. Conforme os Bombeiros, ele apresentava perfuração no ombro e ferimento na mandíbula.

Internado no HRO

A PM foi até o hospital onde fez a apreensão do adolescente e também a prisão de um homem de 27 anos que acompanhava o menor e possuía mandado de prisão em aberto contra ele por porte ilegal de arma de fogo. O jovem foi apreendido, mas segue internado. Já o homem de 27 anos foi encaminhado ao Presídio de Chapecó.

Buscas na casa

Enquanto uma guarnição deslocou até o hospital, a equipe do Canil foi até a casa fazer buscas com o cão Max. No porão de uma residência estava um Pittbull que atacou Max e tentou atacar o policial. Conforme a PM foi necessário abater o cão para conter o ataque.

Ainda de acordo com a PM, o cão Max precisará de acompanhamento veterinário em função das mordidas.

Investigação

A Polícia Civil foi acionada e esteve no local fazendo os levantamentos necessários para a apuração dos fatos e da tentativa de homicídio contra o policial.


1 COMENTÁRIO(S)

  1. Isso é mentira n erra um pitt bul ele era um boxer tinha 15 anos tava bem velhelinho n atacou o policial ele apenas nao deixou eles passarem e por isso ele foi morto covardia. Pr tirarem a culpa os policiais querem culpar o meu cachorro so foi proteger a casa dele dai eles tem coragem de falalem isso tropa de mentirosos covardes aq se faz aq se paga a lei de Deus. nao falha eu estou revoltada

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Casal briga e homem é detido em Xaxim
Polícia Militar apreende adolescente no bairro Alvorada em Chapecó
Com sinais de agressão, criança de quatros anos morre em Caxambu do Sul
R$ 2 milhões em cigarros são apreendidos pela PRF em São Miguel do Oeste
Marido agride companheira e é preso em Ponte Serrada
Suspeitos de assaltos em Chapecó e São Carlos são presos
Mãe e filho são condenados a 32 anos de prisão por morte de mecânico em Chapecó
Homem é detido ao tentar comprar dois celulares com cheque furtado em Chapecó
Carro furtado em Chapecó é incendiado em Marema
Morre homem suspeito de matar e deixar Valderi da Silva nas escadas de Praça de Campo Erê