Jovem é baleado após atirar contra PMs em Chapecó

Ocorrência foi na noite de quinta-feira (10) no Parque das Palmeiras. Durante as buscas feitas no local, cão Max, do Canil da PM, foi atacado por Pitbull

Um adolescente de 15 anos foi baleado após fazer disparos de arma de fogo contra uma guarnição da Polícia Militar na noite da quinta-feira (10) no bairro Parque das Palmeiras em Chapecó. Ainda durante a ocorrência, em buscas realizadas no local, o cão Max, do Canil da PM, foi atacado por um Pitbull que também tentou avançar no policial e precisou ser abatido.

A ocorrência teve início por volta das 18h30, quando guarnições faziam rondas pela Rua Castro Alves e observou dois homens parados próximos a uma garagem, um deles com um objeto na mão. Ao perceberem a presença da guarnição, os dois saíram correndo e um deles foi visto com uma arma na mão.

>> Últimas notícias <<

Buscas foram feitas e a PM conseguiu abordar um deles, de 28 anos. Os trabalhos seguiram na procura pelo outro rapaz, um adolescente de 15 anos, que estava em um beco próximo e fez um disparo contra o PM, que revidou e atingiu o adolescente.

Mesmo baleado, o jovem continuou fugindo por entre casas e um matagal. A PM acompanhou e com ajuda de populares – que indicavam a passagem do jovem armado e ferido - chegou até uma casa onde estava a irmã do rapaz que informou que ele havia sido socorrido por um vizinho. Conforme os Bombeiros, ele apresentava perfuração no ombro e ferimento na mandíbula.

Internado no HRO

A PM foi até o hospital onde fez a apreensão do adolescente e também a prisão de um homem de 27 anos que acompanhava o menor e possuía mandado de prisão em aberto contra ele por porte ilegal de arma de fogo. O jovem foi apreendido, mas segue internado. Já o homem de 27 anos foi encaminhado ao Presídio de Chapecó.

Buscas na casa

Enquanto uma guarnição deslocou até o hospital, a equipe do Canil foi até a casa fazer buscas com o cão Max. No porão de uma residência estava um Pittbull que atacou Max e tentou atacar o policial. Conforme a PM foi necessário abater o cão para conter o ataque.

Ainda de acordo com a PM, o cão Max precisará de acompanhamento veterinário em função das mordidas.

Investigação

A Polícia Civil foi acionada e esteve no local fazendo os levantamentos necessários para a apuração dos fatos e da tentativa de homicídio contra o policial.


1 COMENTÁRIO(S)

  1. Isso é mentira n erra um pitt bul ele era um boxer tinha 15 anos tava bem velhelinho n atacou o policial ele apenas nao deixou eles passarem e por isso ele foi morto covardia. Pr tirarem a culpa os policiais querem culpar o meu cachorro so foi proteger a casa dele dai eles tem coragem de falalem isso tropa de mentirosos covardes aq se faz aq se paga a lei de Deus. nao falha eu estou revoltada

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Dois homens são detidos por suspeita de tráfico em Chapecó
Assaltantes rendem e amarram vítima em Chapecó
PRF reforça fiscalização nas BRs durante feriado de Corpus Christi
Polícia Federal faz operação contra organização que quebrava sigilo de operações em SC
Após agredir mulher por mais de 10 horas, homem é preso por Guarda Municipal em Chapecó
Bandidos assaltam casa onde estava homem e bebê de 1 ano em Chapecó
Ônibus com R$ 120 mil em mercadorias contrabandeadas é apreendido em São Lourenço do Oeste
Homem de 37 anos é preso por furto de água em Itapiranga
Ex-marido é condenado a 24 anos de prisão por matar Ana Paula Klauk em Itapiranga
PRF flagra 116 motoristas embriagados e mais de 3 mil carros com excesso de velocidade em SC