Arte para mudar de vida: Aguida Balena hoje se dedica ao filho e a paixão pelo artesanato, em Chapecó

Ela encontrou no artesanato uma nova profissão e a oportunidade de ter um tempo de qualidade com o filho Lucas

Carolina Dias

carol@diariodoiguacu.com.br


Após uma fase difícil e uma mudança radical de profissão e vida, a artesã Aguida Balena descobriu no artesanato de mosaico picasiete e gesso, uma forma de conciliar o tempo dedicado ao trabalho, com o papel de mãe. Ela e o filho Lucas Balena Zamarchi, de 10 anos, são amigos e parceiros. Juntos, dividem o apartamento no bairro Santa Maria em uma relação de carinho, aprendizado e muito amor. Todas as decisões da artesã foram tomadas após muito pensar, tanto no filho quanto nela, e o que seria da vida dos dois.


Em entrevista ao Diário do Iguaçu, durante uma conversa recheada de histórias e humor, a artesã e o filho Lucas dividiram  lembranças e relataram momentos em que Aguida se encheu de coragem e abraçou as oportunidades que apareceram.

Coragem de mudar

Em função do outro trabalho que tinha antes da mudança, Aguida sempre ia para Curitiba (PR), mas com dia certo para ir e voltar.

De uma forma que ela não sabe explicar, apareceu a página da artista Solange Piffer em seu facebook, e ela se encantou com o trabalho mosaico de louça. “Fui para Curitiba e passei um final de semana indescritível. Depois disso, a Andréa Olighon, do Rio de Janeiro, veio parar no meu facebook, e me encantei pelas corujas que ela faz, porque até então eu conhecia só as flores”, conta Aguida.

Experiência

A artesã entrou em contato com Andrea para se informar sobre o curso. Colocando na ponta do lápis os custos para ir até o Rio de Janeiro, achou que ficaria inviável, mas eis que Andrea ofereceu sua casa para Aguida ficar durante sua estadia no Rio de Janeiro. Com a ajuda de pessoas especiais, a artesã chapecoense, conseguiu ficar cinco dias na cidade carioca. Além de uma experiência que lhe rendeu muito conhecimento, foi o início de uma amizade. Ela ficou na casa de Andreia, deixou seu toque pessoal na casa da artista, onde ajudou a fazer floreiras e trouxe na bagagem um mundo de conhecimento e novas ideias.

Paixões

Os trabalhos de Aguida são em mosaico picasiete e em gesso. Duas paixões que ela retrata com todo o carinho em cada peça. “O mosaico mesmo, é feito todo em azulejo, já o mosaico picasiete é uma técnica francesa que usa tudo que é caco, que é sobra: metade de bule, cabinho de xícara, etc”, explica Aguida. Além disso, artesã gosta de várias técnicas, como o trança-fita, que ela usou para fazer um presente para uma amiga que foi para os Estados Unidos no fim do ano passado, em 2017.

A partir de uma nova perspectiva, Aguida hoje é uma pessoa feliz e realizada com o trabalho e tempo especial dedicado ao filho Lucas. “O artesanato além de ser uma terapia, tenho todo o horário livre para o meu filho, e é um refúgio para todas essas questões que passam pela nossa cabeça”, relata.

Exposição dos trabalhos

Quem quiser conhecer o trabalho de Aguida, ela estará na segunda edição do Viva Gapa que ocorre neste sábado (1º), a partir das 14 horas na praça Emília Zandavalli, em Chapecó. E no dia 8 de dezembro, na Feirinha da Vila que ocorre das 15h às 20h, com música, artesanato e alimentação, na rua Marechal Deodoro, 31-D, Servidão Caju (nos fundos da loja Don Juan e do Sicredi), em Chapecó.


 

 

 

1 COMENTÁRIO(S)

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Série sobrenatural brasileira chega em junho na Netflix
Encontro de Coros será neste sábado em Chapecó
Unochapecó realiza noite cultural
Cinesolar leva mostra de filmes para Águas de Chapecó
Filme “A palhaça dentro do Espelho” é lançado neste sábado em Chapecó
Oficina de Contação de Histórias ocorre sábado em Chapecó
Grupo de Idosos Tia Lalá comemora 30 anos em São Carlos
Inscrições para a Orquestra Municipal de SMO estão abertas
Centro Comunitário do bairro Vila Real promove 1º Jantar Baile de Casais em Chapecó
Espetáculo Para Não Morrer circula por oito cidades de Santa Catarina