As 10 principais reclamações dos consumidores chapecoenses

Procon de Chapecó atende em média 1,8 mil reclamações por mês

- Publicidade -
 

O mês de Setembro, conhecido como o Mês do Cliente é uma data muito importante para o comércio. Comemorada no dia 15, a data marca a preocupação dos comerciantes em atender os seus clientes da melhor maneira possível.

Porém, o Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon), atende em Chapecó em média 1,8 mil casos de reclamações de consumidores que sentem seus direitos violados.

>> Últimas notícias <<

>> Leia mais reportagens <<

Conforme explica o Coordenador do Procon Paulo Balancelli, as principais reclamações dos consumidores de Chapecó são com relação as empresas de telefonia, bancos,  e-commerce e lojas locais.

- Empresas de telefonia:

1°: Liderando o primeiro lugar, as maiores reclamações em relação as empresas de telefonia são por conta de serviços não contratados que começam a ser cobrados dos consumidores pelas empresas.

2°: Em segundo lugar, os consumidores reclamam da mudança de planos não contratados ou autorizados pelos proprietários das linhas telefônicas.

3°: Outra reclamação é por conta da má qualidade dos serviços contratados.

- Internet:

4°: Em quarto lugar, os consumidores reclamam que os dados de internet contratado por eles, não são entregues pelas empresas fornecedoras.

- Bancos:

5°: Segundo Paulo, a principal insatisfação dos consumidores em relação aos bancos são as cobranças indevidas feitas aos clientes.

- E-commerce:

6°: Dentre as principais queixas dos clientes que compram pela internet, está a o atraso na entrega das mercadorias compradas.

7°: Em sétimo lugar, está a não entrega de mercadorias compradas pela internet.

8°: Outra reclamação frequente é o não atendimento dos consumidores nos sete dias de direito a troca. Quando um consumidor recebe sua mercadoria e não gosta do produto, o cliente tem sete dias para entrar em contato com a empresa, mas, segundo Paulo, muitos clientes reclamam que entram em contato, mas não são atendidos pelas empresas.

- Comércio Local:

9°: De acordo com Paulo, a principal reclamação no comércio local de Chapecó é a falta de preços nas vitrines das lojas.

10°: Ainda no comércio local, outra queixa frequente são os preços diferentes nas prateleiras e no caixa.

 Orientação para os consumidores

Muitas são as orientações para os consumidores que se sentem prejudicados com as compras ou atendimentos, mas segundo Paulo, o primeiro passo para resolver essa situação é conversar diretamente com o comerciante. “Quando não atendido, a pessoa pode vir ao Procon para receber o auxílio na reparação do dano. O Procon entrará em contato com a empresa para exigir a reparação, não havendo acordo, o processo pode gerar uma multa que começa em R$ 800 e pode chegar a multas milionárias, dependendo do faturamento da empresa”, finaliza.

1 COMENTÁRIO(S)

  1. Se o procon de Chapecó fosse preocupado com resolver problemas aposto que dininuiriam muitas reclamações. Precisei desses nabas inicio do ano devido cobranças indevidas da tim... fui tratado feito lixo... como se eu estivesse errado... contratei adv e resolvi problema... q o procon recebe do meu dinheiro todo mes.para resolver... coisinha baba de 15m pra.eles... uma eternidade pra nós

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Escola ensina os numerais de forma divertida em Chapecó
Caixa antecipa pagamento da 3ª fase do calendário das cotas do PIS
PM de Chapecó procura dono de teclado suspeito de ser objeto de furto
Equipe de robótica de Chapecó disputa torneio no Maranhão
Homem fica gravemente ferido ao ser atropelado em Iraceminha
PM de Chapecó recebe viatura nova
Idosa com AVC hemorrágico é transferida para Chapecó
15 mil pessoas são esperadas para o Natal Luzes, em São Domingos
Motociclista atropela cachorro na BR-282 em Chapecó
Rede Quero-Quero traz grupo Os Serranos a Chapecó