Atlético-PR goleia a Chape na estreia do Brasileirão

Donos da casa venceram o Verdão por 5 a 1 em partida disputada na Arena da Baixada, na noite deste domingo (15)

O Atlético-PR recebeu a Chapecoense na Arena da Baixada na estreia dos times do Brasileirão de 2018, na última partida do domingo (15). Em um jogo onde os donos da casa tiveram domínio da posse de bola no primeiro tempo, foi a Chape quem abriu o placar na etapa complementar. Mas apesar de sair na frente, o time do Oeste viu a recuperação do Furacão que goleou, marcando cinco gols e levou os três pontos.


Jogando dentro de casa, o Atlético Paranaense tomou a iniciativa da partida e teve domínio de 76% da posse de bola no primeiro tempo. Desde os primeiros minutos, os paranaenses tentaram chegar ao gol, mas a Chapecoense estava bem organizada defensivamente e resistia as investidas dos donos da casa, com grande atuação do goleiro Jandrei.

A primeira chegada com perigo foi aos 12 minutos, quando Carleto chutou forte e no caminho a bola tomou efeito. Jandrei conseguiu espalmar, a bola bateu em Ribamar e voltou para o goleiro do Verdão.

Aos 24 minutos um lance que assustou jogadores e torcedores: Thyere fez falta em Ribamar e no lance os dois bateram cabeça. O zagueiro da Chape sofreu um corte no supercílio e precisou colocar uma touca e, no intervalo, levou seis pontos. Já o jogador do Atlético perdeu dois dentes no lance. Apesar disso, eles seguiram em campo.

A partida seguia com domínio dos paranaenses e a Chape contava com as boas defesas de Jandrei. A primeira chegada ao ataque do time do Oeste foi só aos 28 minutos, quando Wellington Paulista fez o pivô, mas Arthur Caike chutou por cima do gol. Aos 29, WP9 recebeu dentro da área e chutou cruzado, mas sem ângulo perdendo a melhor chance da Chape até então. Aos 29, a Chape desperdiçou outra boa chance, com WP9 chutando para fora.

A partir daí o Atlético retomou a pressão e aos 33 minutos, Jandrei impediu o gol dos donos da casa. Pablo fez jogada pela esquerda e cruzou para Ribamar que, de frente para o gol, chutou no meio e o goleiro do Verdão espalmou, mandando a bola para fora.

Em cobrança de falta, aos 39, Carleto chutou rasteiro e a bola saiu pelo lado direito. Aos 47 minutos, a Chape ainda chegou com perigo e Caike tocou para WP9 que mandou de letra, mas a zaga salvou e o primeiro tempo terminou sem gols.

 

2º tempo de 6 gols

 

Cenário que mudaria logo nos primeiros minutos da etapa complementar. Logo aos 2 minutos, WP9 abre o placar para a Chape. Canteros cobra falta na área e o atacante se antecipa e cabeceia para dentro do gol.

Mas a felicidade do Verdão durou só quatro minutos. Carleto levantou a bola na área e Pablo avançou e mandou de cabeça para o fundo das redes. Aos 13 veio a virada do Furacão com gol de Nikão e o terceiro veio aos 22 minutos. Carleto cobrou falta, a barreira da Chape abriu e a bola vai parar no fundo das redes.

Se a situação da Chape estava ruim após o 3º gol, ainda tinha mais: aos 42 minutos, Mateus Rossetto marcou o 4º gol dos paranaenses e Ederson, no último minuto de jogo, marcou o 5º gol e fechou a goleada sobre o Verdão. 

Ficha técnica

Atlético-PR 5x1 Chapecoense

Atlético-PR: Santos, Pavez, Bruno Guimarães, Zé Ivaldo, Jonathan, Camacho(David), Matheus Rossetto, Nikão (Rafael Veiga), Thiago Carleto, Pablo, Ribamar (Éderson). Técnico: Fernando Diniz

Chapecoense: Jandrei, Apodi (Eduardo), Thyere, Douglas, Bruno Pacheco, Canteros, Amaral, Márcio Araújo (Guilherme) , Vinícius (Nadson), Wellington Paulista e Arthur Caike. Técnico: Gilson Kleina

Arbitragem: Dewson Freitas da Silva, auxiliado por Helcio Neves e Heronildo Freitas da Silva

Gols: Wellington Paulista (C), aos 2 do 2º tempo, Pablo (A) aos 6, Nikão (A), aos 13, Carleto (A) aos 22 min e Matheus Rosseto aos 42 do 2º tempo

Cartões Amarelos: Thyere, Wellington Paulista, Márcio Araújo (C), Zé Ivaldo (A)

Local: Arena da Baixada, Curitiba (PR)                                   Data: 15 de abril de 2018

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Filme sobre a vida do goleiro Danilo pode não ser gravado em Chapecó
Quatro exames, uma lesão. Luiz Antônio fica entregue ao DM da Chapecoense
Após empate, Gilson Kleina fala em dar liga de novo à equipe da Chapecoense
Chapecoense apaga no 2º tempo, cede empate para o Vasco e quase perde
Em jogo especial para Douglas, Chape e Vasco tentam apagar goleadas
Ação da Chape deve levar 1,5 mil crianças à Arena Condá para jogo com Vasco
Kleina volta com Elicarlos e Luiz Antônio e esquema 4-4-2 na Chapecoense
Vamos surpreender muita gente, garante Leandro Pereira, reforço da Chape
Chapecoense vai enfrentar o Atlético-MG nas oitavas de final da Copa do Brasil
Elicarlos deve voltar ao time titular da Chape. Fabrício Bruno inicia a transição