Azul faz proposta para compra da Avianca

A aquisição será por meio de uma Unidade Produtiva Isolada (UPI). O mecanismo é previsto na Lei de Falências e Recuperações Judiciais

- Publicidade -
 

A companhia aérea Azul informou hoje (11) que assinou uma proposta de aquisição de ativos da Avianca Brasil, que incluem aviões e slots (termo usado na aviação para se referir ao direito de pousar ou decolar em aeroportos congestionados). A aquisição soma US$ 105 milhões.

De acordo com o comunicado, a aquisição envolve o direito de a Azul usar 30 aeronaves Airbus 320 da frota da Avianca Brasil e a cessão de 70 slots de aeroportos hoje ocupados pela Avianca.

Segundo o comunicado ao mercado, a aquisição será por meio de uma Unidade Produtiva Isolada (UPI). O mecanismo é previsto na Lei de Falências e Recuperações Judiciais para venda de ativos rentáveis de companhias que enfrentam problemas financeiros. Pela proposta, a Avianca seria desmembrada e uma parte da empresa constituída por meio de UPI seria comprada pela concorrente.

:::: Acompanhe as principais notícias de Chapecó e região


A proposta não é vinculante, mas pode gerar um aporte considerável de recursos para a Avianca que, desde dezembro, está em recuperação judicial, com dívidas de cerca de R$ 500 milhões.

A Azul informou ainda que o acordo depende de uma diligência sobre os ativos da Avianca. A compra também deve passar pela análise dos órgãos reguladores, dos próprios credores da Avianca. O processo deve durar três meses.

Fonte: Agência Brasil

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Coronavírus e ataques cibernéticos: não deixe seu computador ser infectado
Otimismo, sempre! Fazer as coisas bem-feitas, diz presidente da Cooperalfa
Mais de 757 mil catarinenses já entregaram a declaração do Imposto de Renda
BRDE repactua contratos e beneficia empresas catarinenses
São Lourenço do Oeste tem banco de currículos
Oficinas online e gratuitas do Sebrae orientam futuros empreendedores
Como liderar em meio à crise: dicas para a gestão remota
Vendas online está entre temas mais procurados por MEIs durante a pandemia
Mercado de GNV sinaliza retomada econômica no estado
Governo autoriza prova de calçados, acessórios e bijuterias no comércio