Chape anuncia saída de preparador de goleiros e empréstimo de jogadores

Carpes aceitou proposta mexicana. Guarapuava e Rodrigo são cedidos

A Chapecoense anunciou no início da tarde desta segunda-feira (5) a saída do preparador de goleiros Marcelo Carpes. Por um salário mais alto, ele aceitou convite do Querétaro, do México, e deixa o clube do Oeste catarinense menos de um mês após a sua contratação.

>>Confira mais informações sobre a Chapecoense<<

>>Leia os blogs Ivan Carlos e Resenha Esportiva<<

>>Últimas notícias<<

Marcelo se apresentou ao Verdão no dia 10 de janeiro para o lugar de Rogério Maia, que se transferiu para o Flamengo por proposta financeira melhor. O profissional de 41 anos fazia parte da comissão técnica do Grêmio e passou também por Luverdense (MT), Audax (SP) e Caxias (RS).

Em pouco mais de um ano, a Chape já teve três preparadores de goleiros. Em janeiro de 2017, Marcelo Schroeder veio com o técnico Vagner Mancini para o trabalho de reconstrução da equipe, após a tragédia aérea de novembro na Colômbia.

Em julho, Marcelo Schroeder foi demitido juntamente com Mancini. No mesmo mês, a diretoria verde-branca contratou Rogério Maia, campeão olímpico pelo Brasil nos Jogos do Rio/2016. A sua passagem por Chapecó terminou no dia 5 de janeiro. Carpes desembarcou na cidade dias depois.

A dificuldade da Chapecoense em firmar um preparador de goleiros contrasta com a longevidade de Anderson Martins. Boião, como era chamado, chegou no fim de 2008 e permaneceu na agremiação até perder a vida na tragédia aérea de 29 de novembro de 2016, na Colômbia.

Enquanto não chega um novo preparador de goleiros, as atividades com os arqueiros da Chape serão conduzidas pelo auxiliar Marcelo Kunst. Ele compõe o quadro permanente de profissionais do clube.

Empréstimos

A Chape também comunicou nesta segunda o empréstimo do zagueiro Guarapuava ao Guarani, de Venâncio Aires, que disputa a segunda divisão do Campeonato Gaúcho, no período de seis meses. O jogador tem 20 anos, subiu neste ano para a categoria profissional e dificilmente seria aproveitado pelo técnico Gilson Kleina. O departamento de futebol emprestou o jovem defensor para ele ter mais chances de jogar e, assim, ganhar experiência. Outro emprestado é o atacante Rodrigo, o Pelezinho, que jogará o Catarinense pelo Tubarão.

Antes, o Verdão havia cedido os atacantes Júlio César e Wesley Natã ao Atlético Goianiense, o meia Bryan ao Náutico, e o zagueiro Igor Alemão, ao União de Rondonópolis (MT). 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Chapecoense oficializa a saída do diretor executivo de futebol André Figueiredo
Chapecoense e entidades parceiras participam da Operação Criança Feliz
Chapecoense decide pela saída de André Figueiredo e irá buscar novo executivo
Maninho De Nes é reeleito na Chapecoense
Mano Dal Piva: Os sócios e os conselheiros são a alma da diretoria
Maninho: Concluir um ciclo, colocando a Chape em lugar de destaque
Dia de eleição na Chape: saiba como será feito o processo de votação
Chape e Abravic renovam parceria para auxílio às famílias das vítimas da tragédia na Colômbia
Um casamento que deu certo, diz Claudinei Oliveira sobre trabalho na Chapecoense
Inédito! Chapecoense empata com o Criciúma e vence Catarinense Sub-15