Chape dá pausa ao rodízio de jogadores e terá titulares nos próximos três jogos

Time do Oeste encara sequência de partidas decisivias

A equipe titular da Chapecoense vai entrar em campo três vezes nos próximos dias. O rodízio utilizado pelo técnico Claudinei Oliveira será deixado de lado para encontros importantes: o jogo único pela Copa do Brasil contra o São José, nesta quarta-feira (13), em Porto Alegre (RS); o duelo de líderes do Catarinense com o Figueirense, neste sábado (16), na Arena Condá; e a volta diante do Unión La Calera, na próxima terça (19), novamente em casa.

Em preparação para a partida na capital gaúcha, o grupo do Verdão treinou na manhã desta segunda (11), no CT da Água Amarela. Os jogadores que foram titulares na vitória por 3 a 2 sobre o Brusque, sábado passado (9), no Vale do Itajaí, fizeram um trabalho regenerativo de musculação, enquanto os demais trabalharam a parte tática, ataque contra defesa, com campo reduzido. Nesta atividade, o treinador encaminhou a escalação para encarar o Zequinha. Na última parte do treino foram realizadas finalizações.

Claudinei prepara a Chape com João Ricardo; Eduardo, Rafael Pereira, Douglas e Bruno Pacheco; Elicarlos, Márcio Araújo e Diego Torres; Renato, Wellington Paulista e Júlio César. Esta é a formação principal neste início de temporada, mas com uma posição devendo ser alterada para quarta-feira. Lourency deve iniciar o confronto no gramado sintético do estádio Passo D’Areia. O atacante não treinou nesta segunda por ter jogado em Brusque, onde fez dois gols. Júlio César é quem deve ficar no banco.

“Vai ser dificílimo”

O compromisso no Rio Grande do Sul é decisivo. A Chapecoense será eliminada no torneio nacional logo na primeira fase em caso de derrota. A equipe verde-branca joga pelo empate por estar mais bem ranqueada. Para os anfitriões, só a vitória interessa. "Vai ser um jogo dificílimo. Quem errar o mínimo possível vai sair classificado. Tem que respeitar o adversário, mas se impor também, ser inteligente, saber jogar o jogo, errar o menos possível pra poder classificar”, comentou o lateral Bruno Pacheco.

O defensor canhoto lembrou o desafio que é atuar em campo com grama artificial. “É um gramado totalmente diferente do que a gente está acostumado. Mas, como a gente superou na Sul-Americana (empatou por 0 a 0 no Chile, em estádio com piso sintético), a gente tem que superar essa dificuldade e sair classificado”, afirmou Bruno Pacheco.

Programação

O time do Oeste catarinense ainda treinará em Chapecó na manhã desta terça (12), com portões fechados na Arena Condá, antes de viajar à tarde. A delegação embarca às 15h50 no aeroporto de Chapecó rumo a São Paulo (SP), onde faz conexão para Porto Alegre. O jogo contra o São José está marcado para as 19h desta quarta.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Último técnico demitido pela Chapecoense, Claudinei Oliveira assume comando do Goiás
Chapecoense e Havan renovam parceria por mais duas temporadas
Chape formaliza pedido para Federação Catarinense não homologar a final
Chapecoense divulga os preços dos ingressos para estreia no Brasileirão contra o Inter
Técnico da Chape ironiza mau uso do VAR na final e lamenta invasão de torcedores no campo
Bráulio valoriza confiança do assistente ao explicar decisão em Avaí x Chapecoense
Chapecoense vai pedir anulação da final. Presidente do clube quer punição ao árbitro
Com polêmica do VAR, Chape perde para o Avaí nos pênaltis e fica com o vice
Chapecoense disputa quarta final contra o Avaí e busca o sétimo título do Catarinense
Chape se recupera no feminino, no Espírito Santo, e agora se concentra no América-MG