Chapecoense disputa vaga e R$ 3 milhões contra o Atlético-MG na Copa do Brasil

Time do Oeste quer aproveitar embalo da vitória sobre o Flamengo

O jogo desta quarta-feira (16), às 19h30, na Arena Condá, entre Chapecoense e Atlético-MG, vale R$ 3 milhões. Este é o prêmio para quem se classificar às quartas de final da Copa do Brasil. Como a primeira partida deu 0 a 0, no estádio Independência, em Belo Horizonte (MG), quem vencer nesta noite ficará com a vaga na próxima fase do torneio e garante um dinheiro considerável. Não há saldo qualificado. Novo empate levará a decisão aos pênaltis.

O clube do Oeste catarinense chega com confiança para a decisão desta quarta-feira. Também pudera. No último domingo (13), o Verdão venceu em Chapecó o Flamengo, líder da Série A do futebol brasileiro, por 3 a 2, conquistou a primeira vitória na edição deste ano da competição e saiu da zona de rebaixamento. A Chape não vencia havia sete partidas, desde o dia 28 de março, quando fez 3 a 2 no Figueirense, em casa, pela fase classificatória do Catarinão.

Para Gilson Kleina, fatores externos influenciaram na volta do bom futebol da Chapecoense. “A minha diretoria foi muito sábia, feliz, nesta semana. Ela trabalhou uma integração dentro do clube. Voltaram algumas energias que estavam um pouquinho longe. Tomamos decisões que tinham de ser tomadas. E o futebol se faz disso. Todo mundo fez a sua parte”, comentou o treinador, sem detalhar as medidas.

“A parte maior é dos atletas, eles são os artistas, mas nós tivemos os nossos artistas fora de campo, agiram como tinham que agir. Quando todos os setores da Chapecoense estão mobilizados, é difícil a Chape perder”, acrescentou o técnico, que dá um aviso: “Não fazer dessa vitória um ponto de empolgação, fazer dessa vitória um trabalho de entusiasmo e que nós possamos dar uma regularidade de resultados positivos”.

Mudança no ataque

Após o duelo contra o Flamengo, Kleina disse que pretende ao menos repetir o esquema 4-3-3 diante do Atlético-MG. Na teoria, um sistema ofensivo, mas a Chape conseguiu ser compacta e, principalmente no primeiro tempo, neutralizou as principais jogadas do Rubro-Negro carioca. Kleina pode até manter o 4-3-3, mas será obrigado a mexer no ataque. Leandro Pereira está fora por já ter disputado a Copa do Brasil pelo Sport.

Com isso, o capitão Wellington Paulista, cumpriu suspensão automática no Brasileirão, retorna ao time. O comandante verde-branco não descarta outras alterações. Ele disse nesta terça (15) que Douglas e Guilherme, sentem dores e são avaliados. Luiz Otávio e Bruno Silva são opções, mas os titulares devem atuar. No Atlético-MG, a única alteração, por opção do técnico interino Thiago Larghi, deve ser a troca de Otero por Cazares.

 

CHAPECOENSE x ATLÉTICO-MG

Chapecoense: Jandrei; Apodi, Rafael Thyere, Douglas e Bruno Pacheco; Amaral, Márcio Araújo e Canteros; Guilherme, Wellington Paulista e Arthur Caike. Técnico: Gilson Kleina.

Atlético-MG: Victor; Patric, Bremer, Gabriel e Fábio Santos; Adilson, Gustavo Blanco e Cazares; Luan, Ricardo Oliveira e Róger Guedes. Técnico: Thiago Larghi (interino).

Arbitragem: Leandro Bizzio Marinho, auxiliado por Rogério Pablos Zanardo e Daniel Luís Marques – trio de São Paulo.

Data: 16 de maio de 2018. Horário: 19h30. Local: Arena Condá, em Chapecó (SC).

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Atletas da Chape são chamadas para treinos da seleção brasileiro sub-17
Kleina espera que time da Chape retome a atitude no jogo contra o Fluminense
4-3-3 ou 4-4-2? Esquemas são testados em preparação da Chape para encarar o Flu
Chapecoense viaja ao Rio nesta quinta. Na bagagem, o risco de entrar no Z4
Chape tem a pior defesa do Brasileirão: consequência da irregularidade
Virando rotina! Atleta da Chapecoense é convocada à seleção brasileira sub-20
Temos que competir mais fora de casa, diz Kleina. Ouça o técnico da Chape
Chape joga mal e sofre primeira derrota para o Inter depois de quase 4 anos
Chape quer aproveitar embalo para manter série invicta nos confrontos com o Inter
Rafael Thyere sobre momento da Chape: Não podemos achar que está tudo certo.