Chapecoense acaba com jejum de sete jogos

Time do Oeste não vencia havia mais de um mês

Finalmente! A torcida da Chapecoense voltou a comemorar. Uma vitória com a marca da “retomada”. O clube do Oeste catarinense ganhou do São Paulo por 2 a 0, na tarde deste domingo (16) na Arena Condá, em Chapecó, pela 14ª rodada da Série A do futebol brasileiro. O Verdão não vencia há sete partidas e beirava a zona de rebaixamento. Com o triunfo, pulou do 16° para o 13° lugar, foi para 18 pontos e abriu cinco de vantagem para o Z4, onde estão os são-paulinos.

>>Confira mais sobre a Chapecoense<<

>>Confira os nossos colunistas<<

>>Leia mais reportagens<<

Sem quatro titulares em relação ao último jogo – Victor Ramos, Reinaldo, Arthur Caike e Wellington Paulista –, o técnico Vinícius Eutrópio priorizou a marcação na hora de escalar a equipe verde-branca. Congestionou o meio com quatro volantes e um meia. Revelação da base, Perotti era o único atacante. Um esquema semelhante ao do adversário, que também jogou com cinco meio-campistas. Apesar da postura cautelosa dos dois times, o primeiro tempo reservou boas chances. Na melhor delas, Seijas cobrou falta na trave tricolor. Jandrei também salvou a Chape em alguns lances.

A Chape voltou do intervalo com a mesma formação. A segunda etapa começou com muitos passes errados dos dois lados. O panorama mudou a partir das entradas de Lourency e Túlio de Melo, aos 13 e aos 15 minutos, respectivamente. Isso porque Túlio, aos 17, abriu o placar de cabeça. O atacante comemorou o gol com um salto mortal. Como era de se esperar, o São Paulo adiantou suas peças em campo, mas não conseguiu furar o bloqueio dos anfitriões. O Verdão ficou ligado até o fim e não só segurou o resultado como ampliou com Lucas Marques nos descontos.

O jejum da Chapecoense era de sete jogos, seis pelo Brasileirão e um pela Copa Sul-Americana. A última vitória da Chape acontecera há mais de um mês. Foi no dia 14 de junho, quando derrotou o Vasco por 2 a 1, em casa, pelo campeonato nacional. Com a chegada de Eutrópio, a palavra de ordem na agremiação passou de “reconstrução” para “retomada”. Este processo de reação iniciou neste domingo, quando o comandante debutou na Arena após estrear com derrota para o Sport, por 3 a 0, em Pernambuco.

O próximo compromisso do Verdão será nesta quarta-feira (19), diante do Santos, no estádio da Vila Belmiro, no Litoral paulista, pela 15ª rodada. Depois, a delegação continua longe de Chapecó, pois no sábado (22) o confronto vai ser contra o Vitória, às 18h30, na Bahia.

 

CHAPECOENSE 2x0 SÃO PAULO

Chapecoense: Jandrei; Apodi, Fabrício Bruno, Douglas Grolli e Diego Renan; Moisés Ribeiro (Lourency), Andréi Girotto, Lucas Marques, Luiz Antônio e Seijas (Lucas Mineiro); Perotti (Túlio de Melo). Técnico: Vinícius Eutrópio.

São Paulo: Renan Ribeiro; Bruno, Arboleda, Rodrigo Caio e Júnior Tavares; Jucilei, Petros (Lucas Fernandes), Cueva (Denilson) e Gómez; Wellington Nem (Marcinho) e Pratto. Técnico: Dorival Júnior.

Arbitragem: Wagner do Nascimento Magalhães (Fifa), auxiliado por Rodrigo Henrique Corrêa (Fifa) e Thiago Henrique Corrêa Farinha – trio do Rio de Janeiro.

Gols: Túlio de Melo (C), aos 17, e Lucas Marques (C), aos 46 minutos do 2º tempo.

Cartões amarelos: Andrei Girotto, Moisés Ribeiro, Douglas Grolli e Lucas Marques (C). Wellington Nem e Rodrigo Caio (SP).

Público: 10.742 (total). Renda: R$ 220.290,00.

Local: Arena Condá, em Chapecó (SC). Data: 16 de julho de 2017.

 

PRINCIPAIS LANCES

Primeiro tempo

5 min – São Paulo: Após troca de passes, Cueva recebe na esquerda e cruza. A bola passa por toda a defesa. Sorte que Pratto chegou atrasado para finalizar.

13 min – Chapecoense: Apodi é lançado na       direita e avança em diagonal, com liberdade. Do bico da grande área, ele dispara para o gol. A bola sai à direita.

19 min – Chapecoense: Rodrigo Caio se apoia em Perotti, perto do bico esquerdo da área. Seijas cobra direto para o gol. A bola explode na trave esquerda.

21 min – São Paulo: De fora da área, o centroavante Pratto solta a bomba. A bola vai cheia de efeito e exige grande defesa de Jandrei, espalmando.

38 min – Chapecoense: Andrei Girotto arranca, mas é desarmado. A bola fica com Perotti, que cruza rasteiro pela direita para Luiz Antônio, livre, mas ele fura.

Segundo tempo

GOL! 17 min – Chapecoense: Falta na direita. Diego Renan cobra bem para Túlio de Melo, que acabara de entrar, subir mais do que a zaga e fazer de cabeça.

25 min – Chapecoense: Rodrigo Caio derruba Apodi próximo da área. Seijas parte para a cobrança direta. A bola passa muito perto da trave esquerda.

42 min – Chapecoense: Luiz Antônio aproveita o espaço e manda o petardo de longe. A bola toca na rede, mas pelo lado de fora. Quase o segundo gol.

GOL! 46 min – Chapecoense: Após roubada de bola de Lourency, Lucas Marques fica com a sobra e chuta rasteiro, de fora da área, acertando o canto direito.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Você ainda pode votar na Chapecoense para o Oscar do Esporte
Chapecoense conhece adversários na Copa São Paulo de Futebol Júnior
Sem perder há 8 jogos, Chape iguala próprio recorde no Brasileirão
Com 5 da Chape, seleção catarinense sub-20 se apresenta em Florianópolis
Chape já deixou escapar 7 pontos por sofrer gols nos acréscimos
Nos acréscimos, Chape cede empate ao Atlético-GO
Chapecoense em alto astral: um novo visual para um novo momento
Chapecoense freta voo para enfrentar o Atlético-GO
Concórdia x Chapecoense: encontro de campeões na abertura do Catarinão
Para iluminar o caminho da série A, jogadores pagam promessa