Chapecoense acaba com jejum de sete jogos

Time do Oeste não vencia havia mais de um mês

Finalmente! A torcida da Chapecoense voltou a comemorar. Uma vitória com a marca da “retomada”. O clube do Oeste catarinense ganhou do São Paulo por 2 a 0, na tarde deste domingo (16) na Arena Condá, em Chapecó, pela 14ª rodada da Série A do futebol brasileiro. O Verdão não vencia há sete partidas e beirava a zona de rebaixamento. Com o triunfo, pulou do 16° para o 13° lugar, foi para 18 pontos e abriu cinco de vantagem para o Z4, onde estão os são-paulinos.

>>Confira mais sobre a Chapecoense<<

>>Confira os nossos colunistas<<

>>Leia mais reportagens<<

Sem quatro titulares em relação ao último jogo – Victor Ramos, Reinaldo, Arthur Caike e Wellington Paulista –, o técnico Vinícius Eutrópio priorizou a marcação na hora de escalar a equipe verde-branca. Congestionou o meio com quatro volantes e um meia. Revelação da base, Perotti era o único atacante. Um esquema semelhante ao do adversário, que também jogou com cinco meio-campistas. Apesar da postura cautelosa dos dois times, o primeiro tempo reservou boas chances. Na melhor delas, Seijas cobrou falta na trave tricolor. Jandrei também salvou a Chape em alguns lances.

A Chape voltou do intervalo com a mesma formação. A segunda etapa começou com muitos passes errados dos dois lados. O panorama mudou a partir das entradas de Lourency e Túlio de Melo, aos 13 e aos 15 minutos, respectivamente. Isso porque Túlio, aos 17, abriu o placar de cabeça. O atacante comemorou o gol com um salto mortal. Como era de se esperar, o São Paulo adiantou suas peças em campo, mas não conseguiu furar o bloqueio dos anfitriões. O Verdão ficou ligado até o fim e não só segurou o resultado como ampliou com Lucas Marques nos descontos.

O jejum da Chapecoense era de sete jogos, seis pelo Brasileirão e um pela Copa Sul-Americana. A última vitória da Chape acontecera há mais de um mês. Foi no dia 14 de junho, quando derrotou o Vasco por 2 a 1, em casa, pelo campeonato nacional. Com a chegada de Eutrópio, a palavra de ordem na agremiação passou de “reconstrução” para “retomada”. Este processo de reação iniciou neste domingo, quando o comandante debutou na Arena após estrear com derrota para o Sport, por 3 a 0, em Pernambuco.

O próximo compromisso do Verdão será nesta quarta-feira (19), diante do Santos, no estádio da Vila Belmiro, no Litoral paulista, pela 15ª rodada. Depois, a delegação continua longe de Chapecó, pois no sábado (22) o confronto vai ser contra o Vitória, às 18h30, na Bahia.

 

CHAPECOENSE 2x0 SÃO PAULO

Chapecoense: Jandrei; Apodi, Fabrício Bruno, Douglas Grolli e Diego Renan; Moisés Ribeiro (Lourency), Andréi Girotto, Lucas Marques, Luiz Antônio e Seijas (Lucas Mineiro); Perotti (Túlio de Melo). Técnico: Vinícius Eutrópio.

São Paulo: Renan Ribeiro; Bruno, Arboleda, Rodrigo Caio e Júnior Tavares; Jucilei, Petros (Lucas Fernandes), Cueva (Denilson) e Gómez; Wellington Nem (Marcinho) e Pratto. Técnico: Dorival Júnior.

Arbitragem: Wagner do Nascimento Magalhães (Fifa), auxiliado por Rodrigo Henrique Corrêa (Fifa) e Thiago Henrique Corrêa Farinha – trio do Rio de Janeiro.

Gols: Túlio de Melo (C), aos 17, e Lucas Marques (C), aos 46 minutos do 2º tempo.

Cartões amarelos: Andrei Girotto, Moisés Ribeiro, Douglas Grolli e Lucas Marques (C). Wellington Nem e Rodrigo Caio (SP).

Público: 10.742 (total). Renda: R$ 220.290,00.

Local: Arena Condá, em Chapecó (SC). Data: 16 de julho de 2017.

 

PRINCIPAIS LANCES

Primeiro tempo

5 min – São Paulo: Após troca de passes, Cueva recebe na esquerda e cruza. A bola passa por toda a defesa. Sorte que Pratto chegou atrasado para finalizar.

13 min – Chapecoense: Apodi é lançado na       direita e avança em diagonal, com liberdade. Do bico da grande área, ele dispara para o gol. A bola sai à direita.

19 min – Chapecoense: Rodrigo Caio se apoia em Perotti, perto do bico esquerdo da área. Seijas cobra direto para o gol. A bola explode na trave esquerda.

21 min – São Paulo: De fora da área, o centroavante Pratto solta a bomba. A bola vai cheia de efeito e exige grande defesa de Jandrei, espalmando.

38 min – Chapecoense: Andrei Girotto arranca, mas é desarmado. A bola fica com Perotti, que cruza rasteiro pela direita para Luiz Antônio, livre, mas ele fura.

Segundo tempo

GOL! 17 min – Chapecoense: Falta na direita. Diego Renan cobra bem para Túlio de Melo, que acabara de entrar, subir mais do que a zaga e fazer de cabeça.

25 min – Chapecoense: Rodrigo Caio derruba Apodi próximo da área. Seijas parte para a cobrança direta. A bola passa muito perto da trave esquerda.

42 min – Chapecoense: Luiz Antônio aproveita o espaço e manda o petardo de longe. A bola toca na rede, mas pelo lado de fora. Quase o segundo gol.

GOL! 46 min – Chapecoense: Após roubada de bola de Lourency, Lucas Marques fica com a sobra e chuta rasteiro, de fora da área, acertando o canto direito.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Interino Emerson Cris minimiza desentendimento com Artur Moraes na Chape
Chape promove ação com escolas da região para jogo contra Ponte Preta
Emerson Cris explica mudança tática na Chape
Não flechou! Pelo contrário: Chape leva 4 a 0 do Flamengo e está fora da Sul-Americana
Follmann recebe prêmio de inclusão de pessoas com deficiência
Follmann recebe homenagem à inclusão social em Brasília
Depois do Grêmio, Chape tenta aprontar para cima do Flamengo
Canteros desfalca a Chape na decisão contra o Flamengo pela Sul-Americana
Chapecoense divulga promoção de ingressos para a partida contra a Ponte Preta
Chapecoense vence o Grêmio e deixa a zona de rebaixamento