Dia de Liberdade de Impostos será na próxima semana em Chapecó

Ação vai vender produtos sem cobrança de tributos no dia 24 de maio

- Publicidade -
 

Os brasileiros trabalham 144 dias por ano somente para pagar impostos. Em Chapecó, desde o dia 1º de janeiro de 2018, já foram mais de R$ 72 milhões pagos direta ou indiretamente aos governos municipal, estadual e federal. 

>> Últimas notícias <<

Com o objetivo de proporcionar à população um momento de conscientização acerca da elevada carga tributária existente no Brasil, a CDL Jovem Chapecó, em parceria com a Câmara de Dirigentes Lojistas de Chapecó (CDL), promove a 11ª edição do Dia de Liberdade de Impostos (DLI). A ação será promovida nacionalmente no dia 24 de maio (quinta-feira).

Diferente dos anos anteriores, a venda não será de gasolina, mas de produtos específicos nos supermercados Brasão, Celeiro, Farmácias São Rafael e Maqdima. “A quantidade, a marca e o horário em que serão disponibilizados os produtos serão divulgados pelas empresas parceiras mais próximo ao dia do evento. Muito mais importante do que isso, é alertar a população sobre o valor pago em impostos e como isso é investido e retorna para a sociedade”, considera o diretor-presidente da CDL Jovem Chapecó, Luiz Antônio Zanoni.

A ação deste ano será a maior já feita pela CDL Jovem Chapecó no município. A intenção foi expandir o DLI para outros estabelecimentos comerciais a fim de conscientizar a população sobre os diferentes tributos pagos diariamente. 

O coordenador do DLI Guilherme Dutra Dalbosco explica que, visando um novo formato, a CDL Jovem Chapecó procurou expandir a ação, possibilitando à população perceber, através de uma diversificação maior de produtos, a alta carga de impostos paga em itens utilizados no dia a dia.

“Sabemos que a gasolina tem uma carga tributária muito alta, mas como nosso objetivo é a conscientização sobre o tema, pensamos em buscar parcerias e demonstrar isso de maneira mais ampla. É importante refletir e compreender qual o nosso papel enquanto cidadãos”, complementa.

O presidente da CDL Chapecó, Clóvis Afonso Spohr, salienta que a intenção é que os consumidores reflitam sobre o valor pago em impostos e tenham conhecimento no que são investidos esses valores. “É um direito de todo cidadão ter acesso a essas informações e cobrar por respostas dos governos. Muitas pessoas compram os produtos e nem sabem o quanto de tributo vem incluso no valor. Estamos em ano de eleição e devemos ter informações para saber como escolher nossos representantes, a questão tributária é muito importante e merece nossa atenção”, finaliza.


DEIXE SEU COMENTÁRIO

Venda de Dia das Crianças pode crescer entre 5% e 10% em Chapecó
Preço do cesto básico aumenta em Chapecó
Preço médio da gasolina comum sobe R$ 0,22 em 45 dias
BNDES aprova R$ 10 milhões para operações de microcrédito
Índia abre mercado para a carne suína brasileira
Oito dicas para fazer uma transição de carreira
206 vagas disponíveis no Balcão Municipal de Empregos de Chapecó
Como parcelar as férias? Tire essa e outras dúvidas sobre o tema
63% dos microempreendedores apostam no Natal para aumentar as vendas
Mercoagro começa nesta segunda-feira, em Chapecó, com prêmio Carne Forte