Diretor diz que Chape dará um tempo ao mercado após negociação com Campanharo

Newton Drummond quer definir situação até esta terça-feira (12)

A Chapecoense deve receber um meio-campista nos próximos dias. O diretor executivo de futebol Newton Drummond confirmou que o clube do Oeste catarinense está em negociação para reforçar o setor de criação. O dirigente evita divulgar o nome, mas o jogador próximo de desembarcar em Chapecó é o meia Gustavo Campanharo, conforme divulgou em primeira mão o editor de esportes e colunista do Diário do Iguaçu, Rodrigo Goulart, em sua conta no Twitter, na última semana.

“Tem uma negociação bem encaminhada, vamos dizer assim, no sentido de que vai se ter uma conversa definitiva, possivelmente na segunda (11) ou terça (12), mas ainda não podemos falar de qual atleta se trata. Vamos esperar estar tudo assinado para confirmar o nome do jogador. Mas, adianto que realmente é uma possibilidade bem boa de acontecer”, afirmou Newton Drummond em entrevista ao repórter Jorge Roberto, da Rádio Chapecó, antes de a bola rolar para Brusque x Chapecoense, no sábado (9), no Vale do Itajaí – o Verdão venceu por 3 a 2 pelo Catarinense.

Também no sábado, a reportagem do DI manteve contato com Gustavo Campanharo. O meio-campista admitiu estar conversando com a Chape: “Tivemos apenas um primeiro contato. Estamos analisando”. Ele disse que já voltou ao Brasil e que deseja, após quase cinco anos, poder pisar novamente nos gramados do País. O armador jogou pelo Ludogorets Razgrad, da Bulgária, nas últimas três temporadas, e até já se despediu dos torcedores pelo Instagram. Não é goleador: fez oito gols em 93 jogos oficiais pelo time búlgaro. 

Gustavo Campanharo tem 26 anos, 1,76 metro, 66 quilos e nasceu em Caxias do Sul (RS). O meia começou no Juventude, passou pelo sub-20 da Fiorentina (Itália) e voltou ao time gaúcho. No Brasil, defendeu ainda o Bragantino. Transferiu-se à Europa na metade de 2014 para rumo ao italiano Hellas Verona. Mudou-se para o Évian, da França, no ano seguinte e em 2016 chegou ao Ludogorets, onde ficou até dezembro de 2018. Jogou a fase de grupos da Liga dos Campeões Europeus pelos búlgaros.

Necessidade

Para o sistema de armação, o técnico Claudinei Oliveira conta por enquanto com o argentino Diego Torres e Yann Rolim. Os dois ainda não empolgaram o torcedor verde-branco neste início de 2019. A diretoria também reconhece a necessidade de reforçar, tanto que negocia com Gustavo Campanharo.


“Para este momento, é a última negociação”

Depois da contratação do meia Gustavo Campanharo – que deve se confirmar –, a Chapecoense dará um tempo à procura por novos jogadores. “Possivelmente, para este momento, é a última negociação. Depois vamos dar uma respirada, observar melhor o nosso grupo, observar mais os adversários, porque precisamos ter cuidado com o nosso orçamento. Os regionais estão acontecendo, daqui a pouco tem um destaque que pode servir à Chapecoense em uma condição bastante adequada”, comentou Newton Drummond.

Apesar de fazer um “pit stop” na procura por jogadores, Newton não descarta novas contratações. “Não há impeditivo (de mais chegadas) se daqui a pouco surgir um jogador de qualidade em condição favorável. Mas não vamos correr ao mercado, teremos uma posição mais passiva”, concluiu. Até agora, o Verdão contratou seis novos atletas em 2019: o goleiro João Ricardo (ex-América/MG), o zagueiro Joílson (ex-Oeste), o volante Augusto (ex-Querétaro/MEX) e os atacantes Aylon (ex-América/MG), Everaldo (ex-Querétaro/MEX) e Renato (ex-Avaí).

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Chape formaliza pedido para Federação Catarinense não homologar a final
Chapecoense divulga os preços dos ingressos para estreia no Brasileirão contra o Inter
Técnico da Chape ironiza mau uso do VAR na final e lamenta invasão de torcedores no campo
Bráulio valoriza confiança do assistente ao explicar decisão em Avaí x Chapecoense
Chapecoense vai pedir anulação da final. Presidente do clube quer punição ao árbitro
Com polêmica do VAR, Chape perde para o Avaí nos pênaltis e fica com o vice
Chapecoense disputa quarta final contra o Avaí e busca o sétimo título do Catarinense
Chape se recupera no feminino, no Espírito Santo, e agora se concentra no América-MG
Quatro troféus serão entregues após o apito final de Avaí x Chape
Chapecoense troca o chip mais uma vez! Agora é foco total na final do Catarinense