Eleições 2018: Gelson Merisio participa do lançamento da Cartilha Voz Única da Facisc

Candidato a governador recebeu documento em evento realizado nesta quinta-feira (13) em Florianópolis

- Publicidade -
 

Candidato a governador pela coligação “Aqui é Trabalho”, Gelson Merisio (PSD) participou na manhã desta quinta-feira (13) de roadshow da Facisc, onde recebeu a “Cartilha Voz Única 2018”.

O documento, que reúne as demandas estaduais para aumentar a competitividade catarinense, é baseado em opiniões de cerca de 80 mil empreendedores que integram as 146 associações empresariais de Santa Catarina. 

>> Leia mais sobre as Eleições 2018

"Na geração de oportunidades, Santa Catarina é disparado o primeiro estado do País. O empreendedorismo é parte do DNA catarinense. Por isso, os empreendedores precisam sempre ter voz nas ações para ampliar nossa produtividade, eficiência e competitividade”, afirmou Gelson Merisio, que já foi presidente da Facisc na década de 1990.

Na presidência da Facisc de 1995 a 1999, Merisio lembra que trabalhou contra o aumento de impostos, criou o Conselho Estadual da Mulher Empresária e também o braço jovem da federação, a Facisc Jovem.

Como candidato a governador, Merisio mantém essas bandeiras. Assumiu compromisso de não aumentar impostos e, inclusive, realizar corte na carga tributária.

Se eleito, segundo Merisio, enxugará a máquina com a extinção das agências regionais. Outra proposta de Gelson Merisio é garantir que 50% de todos cargos de chefia sejam ocupados por mulheres, um impulso a mais para a participação feminina na política.

“Esse é nosso primeiro passo do grande movimento de entrega dessa cartilha, em todas as regiões do Estado, com tudo que coletamos ao longo do desenvolvimento do nosso programa. Começamos hoje aqui em Florianópolis”, explicou o presidente da Facisc, Jonny Zulauf, que entregou a cartilha a Gelson Merisio.

Prioridades

As demandas coletadas com empreendedores catarinenses somaram 702 pleitos.

O item que lidera com maior percentual é Infraestrutura, com 47% dos itens totais. Em seguida, aparecem ações para Gestão Pública (13,5%) e sobre a Carga Tributária (10%).

No tripé das áreas públicas essenciais, Segurança Pública gerou 9% dos pleitos, com 6,5% do total para Educação e, na sequência, 5,5% para a Saúde.


DEIXE SEU COMENTÁRIO

Amin: A reforma tributária é a mais urgente
Andrea Carvalho: O sistema está em descrédito
Dresch quer retomar os investimentos do governo federal no Oeste
Mezzogiorno: Não existimos internacionalmente
Cleiton Fossá quer garantir investimentos para o Oeste no orçamento do Estado
Eleições 2018: Mariani faz roteiro pelo Extremo Oeste
Jair Miotto é contra o aborto, drogas e ideologia de gênero
Colatto: É preciso fazer história
Leonardo Secchi inova em compartilhamento do mandato
As propostas dos candidatos ao governo de Santa Catarina para Segurança Pública