Falta conscientização: Lixo orgânico e reciclável juntos? NÃO pode.

Separação incorreta dos materiais continua sendo um problema sério em Chapecó. Empresa responsável pela coleta, pede cuidado da população na hora de separar e descartar o lixo

O problema da falta de separação dos resíduos orgânicos dos materiais recicláveis continua sendo diário em Chapecó. Mesmo com campanhas informativas, do trabalho realizado pela Secretaria de Infraestrutura de Urbana e pela empresa responsável pela coleta dos materiais, a empresa TOS Obras e Serviços Ambientais, o resultado na prática, continua sendo o mesmo.

Contêiner dos materiais recicláveis, salvo algumas exceções, com todos os tipos de resíduos misturados, restos de carne crua jogadas soltas (como é possível ver em uma das fotos), garrafas soltas com líquido dentro, restos de materiais de construção, animais mortos, restos de madeira, moveis, lâmpadas fluorescentes, tintas, solventes, pneus, eletrônicos são apenas alguns dos materiais que os funcionários encontram a cada coleta.

>> Confira mais matérias sobre o lixo: Falta de conscientização na separação do lixo ainda é o maior problema em Chapecó<<

A mistura dos resíduos contamina os materiais recicláveis inutilizando aqueles que poderiam servir como fonte de renda para as 14 Associações de Catadores de Chapecó, das quais dependem 150 famílias espalhadas em oito bairros da cidade.


“O que a gente encontra nos contêineres é inaceitável. Você imagina o colaborador da empresa todos os dias se deparando com esta situação, onde o Contêiner do reciclável está cheia de restos de comida soltos, entre outros resíduos. Para conseguir salvar algum material, os colaboradores têm que despejar sobre uma lona os resíduos que ali foram depositados, e tentar separar alguns materiais que possam ser encaminhados para as associações de catadores para serem reciclados”, explica o diretor Operacional da TOS.


>> Não separar o orgânico do reciclável, continua sendo o principal problema do lixo em Chapecó<<

 

CONSCIENTIZAÇÃO

Segundo dados do Setor de Resíduos Sólidos da prefeitura de Chapecó, são coletadas por dia em Chapecó, 20 toneladas de lixo reciclável, dessas 31% são de rejeitos e orgânicos que vão misturados no contêiner do reciclável, mesmo fazendo a pré separação já no momento da coleta. De orgânico, é uma produção média de 134 toneladas ao dia.


>> 40% do lixo não é separado corretamente em Chapecó<<


A TOS Obras e Serviços Ambientais, reforça o pedido para que a população separe o lixo em casa, coloque em sacos bem fechados, e deposite no contêiner correto: laranja (reciclável) e verde (orgânico).  É uma maneira simples, fácil e onde todos os ganham, principalmente as famílias que dependem do valor da venda dos materiais recicláveis para seu sustento.


>> Movimento Lixo Zero reforça o compromisso de Chapecó com o meio ambiente<< 

 


 

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Tókyo Japanese Food lança promoção de aniversário em Chapecó
Você sabe o que seu Despachante pode fazer por você?
App incentiva a prática de atitudes sustentáveis em Chapecó
Academia God’s Gym é inaugurada neste sábado em Chapecó
Retífica de Motores Chapecoense atua com excelência
Falta conscientização: Lixo orgânico e reciclável juntos? NÃO pode.
Lanchonete Mundo Animal já está de portas abertas em Chapecó
Sels Treinamento chega a Chapecó com palestras motivacionais para empresas
Castelinho será restaurado e obras do Vila Zenaide começam em breve
Farmácias São Rafael fazem confraternização e comemoram sucesso em 2018