Feira Eletrometalmecânica recebe visitantes de 240 cidades

Conforme os coordenadores da feira, o fechamento negócios pode chegar a R$ 35 milhões em até 12 meses após a feira

- Publicidade -
 

Volume significativo de visitantes, expositores de marcas reconhecidas nacional e internacionalmente, alto nível das palestras técnicas e a mostra do processo de robotização.

Esses são os destaques, em avaliação preliminar, pelos organizadores da Feira e Congresso de Tecnologia para a Indústria Eletrometalmecânica, realizada em Chapecó da última terça até esta sexta-feira, 9 de março.

>> Últimas notícias

A programação da Eletrometalmecânica 2018 constou da mostra de produtos e serviços, da participação de instituições de ensino técnico e universitário, congresso de tecnologia, rodada de negócios e Arena de Robótica.

A realização foi do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e do Material Elétrico de Chapecó (Simec), com organização da Messe Brasil - Feiras e Promoções, de Joinville, e o patrocínio do Badesc e Caixa Econômica Federal. 

Responsável pela organização da feira, Richard Spirandelli, da Messe Brasil, diz que houve um bom volume de vendas e que o público que veio de 240 cidades. Cita o comparecimento de proprietários de empresas, na ordem de 8% dos visitantes, além de profissionais e estudantes do ensino técnico e de universidades.

>>> Mais reportagens de economia

Os visitantes representaram, principalmente, os segmentos de agroindústria, da indústria das áreas de engenharia mecânica e elétrica e da construção civil.

"O balanço é bem positivo. Tivemos expositores que informaram do desejo de ampliar o espaço de seus estandes na próxima edição", especifica, ao também indicar o estabelecimento de negócios de R$ 35 milhões em até 12 meses após a feira.

Diferencial nas palestras e na arena de robótica

Ao avaliar o evento, o coordenador geral, Orly Bernardes, salienta a presença de expositores de renome, a quantidade de marcas presentes, a boa visitação e o maior número de equipamentos apresentados nos estandes.

Para ele, também foram diferenciais as palestras realizadas, com temas como a indústria 4.0, automação e inovação, e a Arena de Robótica. Acrescenta que diversos expositores já procuraram a organização para reservar espaços no próximo evento. 

Para o presidente do Simec, Adilson Campos, foi bem representativa a visitação por parte de empresários e funcionários das empresas do setor.

Também destaca a presença, como expositoras, de 15 empresas do setor eletrometalmecânico sediadas na região: "Muitas empresas locais efetivamente viram o evento como uma oportunidade de negócios, para vender ou comprar".

Outro diferencial citado pelo dirigente é a rodada de negócios, "que, pela aceitação que teve, será ampliada para a próxima edição". Conforme o presidente do Simec, a segunda edição da Eletrometalmecânica irá ocorrer em 2020.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Cesto básico aumenta 2,8%, mas cesta supera os 10% em Chapecó
Regulamentado saque de contas inativas do PIS/Pasep a todas as idades
Metade dos postos de combustíveis de Chapecó já reduziram o preço do diesel
Postos de Chapecó já começam a repassar redução no preço do diesel
Cinco dicas para o MEI se adaptar ao mundo digital
80% dos brasileiros vivem aperto financeiro
China vai impor tarifas sobre importação do frango brasileiro
Sindipostos e Procon discutem o preço do diesel em reunião
Preço médio da gasolina comum é de R$ 4,33 em Chapecó
Dia dos Namorados deve trazer novo fôlego ao comércio em SC