Feira Eletrometalmecânica recebe visitantes de 240 cidades

Conforme os coordenadores da feira, o fechamento negócios pode chegar a R$ 35 milhões em até 12 meses após a feira

- Publicidade -
 

Volume significativo de visitantes, expositores de marcas reconhecidas nacional e internacionalmente, alto nível das palestras técnicas e a mostra do processo de robotização.

Esses são os destaques, em avaliação preliminar, pelos organizadores da Feira e Congresso de Tecnologia para a Indústria Eletrometalmecânica, realizada em Chapecó da última terça até esta sexta-feira, 9 de março.

>> Últimas notícias

A programação da Eletrometalmecânica 2018 constou da mostra de produtos e serviços, da participação de instituições de ensino técnico e universitário, congresso de tecnologia, rodada de negócios e Arena de Robótica.

A realização foi do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e do Material Elétrico de Chapecó (Simec), com organização da Messe Brasil - Feiras e Promoções, de Joinville, e o patrocínio do Badesc e Caixa Econômica Federal. 

Responsável pela organização da feira, Richard Spirandelli, da Messe Brasil, diz que houve um bom volume de vendas e que o público que veio de 240 cidades. Cita o comparecimento de proprietários de empresas, na ordem de 8% dos visitantes, além de profissionais e estudantes do ensino técnico e de universidades.

>>> Mais reportagens de economia

Os visitantes representaram, principalmente, os segmentos de agroindústria, da indústria das áreas de engenharia mecânica e elétrica e da construção civil.

"O balanço é bem positivo. Tivemos expositores que informaram do desejo de ampliar o espaço de seus estandes na próxima edição", especifica, ao também indicar o estabelecimento de negócios de R$ 35 milhões em até 12 meses após a feira.

Diferencial nas palestras e na arena de robótica

Ao avaliar o evento, o coordenador geral, Orly Bernardes, salienta a presença de expositores de renome, a quantidade de marcas presentes, a boa visitação e o maior número de equipamentos apresentados nos estandes.

Para ele, também foram diferenciais as palestras realizadas, com temas como a indústria 4.0, automação e inovação, e a Arena de Robótica. Acrescenta que diversos expositores já procuraram a organização para reservar espaços no próximo evento. 

Para o presidente do Simec, Adilson Campos, foi bem representativa a visitação por parte de empresários e funcionários das empresas do setor.

Também destaca a presença, como expositoras, de 15 empresas do setor eletrometalmecânico sediadas na região: "Muitas empresas locais efetivamente viram o evento como uma oportunidade de negócios, para vender ou comprar".

Outro diferencial citado pelo dirigente é a rodada de negócios, "que, pela aceitação que teve, será ampliada para a próxima edição". Conforme o presidente do Simec, a segunda edição da Eletrometalmecânica irá ocorrer em 2020.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

206 vagas disponíveis no Balcão Municipal de Empregos de Chapecó
Como parcelar as férias? Tire essa e outras dúvidas sobre o tema
63% dos microempreendedores apostam no Natal para aumentar as vendas
Mercoagro começa nesta segunda-feira, em Chapecó, com prêmio Carne Forte
Santa Catarina amplia exportação de carnes no mercado internacional
Brasil exporta 396,9 mil toneladas de carne de frango em agosto
Número de novas empresas no primeiro semestre é o maior desde 2010
Um brinde ao vinho produzido no Oeste
Alunos inovam com aulas de empreendedorismo nas escolas de Concórdia
7 atitudes que ajudam a conquistar uma promoção no trabalho