Goleiro da Chape é suspeito de agredir ex-namorada em Minas Gerais

Ele teria roubado o celular da ex e de um jovem em Espinosa

O goleiro da Chapecoense, Gilsivan Soares da Silva é procurado pela Polícia nesta quinta-feira (14). Ele é suspeito de agredir a ex-namorada com uma faca, roubar dois celulares e danificar um salão de beleza em Espinosa (MG).

Conforme informações do G1, Gilsivan teria usado o nome de Ivan Soares e tentava retomar a relação com a vítima. Um rapaz, de 21 anos, que teve o celular roubado, foi quem chamou a Polícia Militar. Ele contou aos policiais que passava pelo local e foi surpreendido pelo suspeito que teria simulado ter uma arma e obrigou o jovem a entregar o celular.

>> Últimas notícias <<

A ex-namorada, de 30 anos, também procurou a PM. Ela, de acordo com o G1, contou aos policiais que estava em um salão, no mesmo bairro que o rapaz vítima de roubo, quando Ivan entrou no local, pediu para falar com ela e colocou uma faca no pescoço da vítima, exigindo o celular. Conforme o G1, o goleiro saiu do salão com o celular, mas retornou quando percebeu que precisaria da senha para acesso.

A vítima contou, ainda, que se recusou a digitar os números e os dois entraram em luta corporal. O suspeito  chegou a quebrar a mobília do salão e quando conseguiu imobilizar a vítima, com a faca no pescoço, a mulher digitou a senha, mas ficou ferida, pois a faca teria caído com a ponta no pé dela. Segundo a PM ao G1, a ex-namorada do goleiro foi levada ao hospital da cidade.

Chapecoense

A assessoria da Chapecoense informou ao Diário do Iguaçu que está apurado todas as informações e por ora não se manifestará e que o goleiro teria pedido liberação para ir a um casamento, de sábado até terça-feira. Como o jogador ainda não retornou, o clube aguardará o retorno, o ouvirá e irá apurar os fatos junto a PM de Minas Gerais. 

Em conversa com jornalistas, após a entrevista coletiva de apresentação do zagueiro Gum, na manhã desta quinta-feira, na Arena Condá, o presidente Plínio David De Nes disse estar muito triste por ver um atleta do clube se notícia nacional por um caso de polícia. "Isso nunca aconteceu com a Chape", afirmou.

Está em Chapecó

O voo trazendo o goleiro pousou em Chapecó no fim da tarde desta quinta-feira (14). Ivan foi um dos primeiros a descer da aeronave e disse ao jornalista e colunista de esportes do Diário do Iguaçu, Rodrigo Goulart, que vai falar com a imprensa sobre o fato, mas depois de conversar com a Chapecoense. Ele saiu direto do aeroporto para a Arena Condá. 


Foto: Rodrigo Goulart


Publicação nas redes sociais

Neste ano, o goleiro publicou em sua conta no Instagram mensagem pedindo o retorno do relacionamento. Confira:

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Polícia apreende arma de fogo em bar de Chapecó
Adolescente de 15 anos é apreendido por tráfico de drogas no bairro São Pedro
Homem é preso por direção perigosa e adulterar placas de veículo no Paraná
Polícia apreende R$ 10 mil em mercadorias contrabandeadas do Paraguai em Anchieta
Polícia Civil prende oito pessoas por tráfico de drogas em sete dias em Chapecó
Casal é detido por tráfico no bairro Efapi em Chapecó
Mandante de homicídio é preso em Nova Erechim
Jovem é baleado no abdômen no bairro Efapi em Chapecó
Polícia Civil prende condenado por tráfico de drogas em Itapiranga
Suspeito de abusar das filhas é preso em Anchieta