Guto após vitória da Chape: "a energia do povo de Chapecó é diferente"

Treinador destaca a mobilização para o jogo contra o Atlético-PR

- Publicidade -
 

Uma vitória com a cara da Chapecoense. Na base da garra, o clube do Oeste catarinense buscou a virada sobre o Atlético-PR, na noite desta quinta-feira (13), na Arena Condá, e chegou ao 2 a 1 nos últimos minutos, resultado que tirou a equipe verde-branca da zona de rebaixamento da Série A do futebol brasileiro. Um triunfo que resgatou o DNA da agremiação.

“O time não desistiu nunca, teve muita raça, contou com o torcedor apoiando, teve muita energia positiva envolvida, tudo isso gerou esta vitória importante. Talvez tenha sido em termos de equilíbrio mental uma das melhores partidas sob o meu comando. Brinquei com os meninos no vestiário que tiramos uma torre gêmea e meia das costas. Ainda tem meia torre, e a gente tem que trabalhar muito para tirá-la e tentar colocar o clube no meio da tabela que é onde a Chape merece estar”, comentou o técnico Guto Ferreira.

“Toda a vez que você vem para fazer um jogo dentro da Arena é muito marcante, é muita coisa na cabeça. Não sei se vocês notaram, nós tivemos uma chance claríssima de gol quando estava tocando a música dos 72 minutos (na verdade 71, em homenagem às vítimas da tragédia aérea de novembro 2016), isso vem na cabeça, não tem como, não tem como. Falo sempre que a energia do povo de Chapecó é diferente, é diferente”, observou Guto, que dirigiu o Verdão entre setembro de 2015 e junho de 2016, indo para o Bahia poucos meses antes do desastre.

“O povo de Chapecó é fantástico. Jamais você conseguiria numa torcida de um clube da capital uma mobilização que tivemos hoje (quinta, 13) aqui, que tivemos na cidade, isso faz toda a diferença, essa tranquilidade, todo mundo remando para o mesmo lado. Isso, com certeza, vai somar, vai sustentar o crescimento da Chape na competição”, completou o treinador.

Ao derrotar o Atlético-PR, a Chapecoense acabou com uma série de seis jogos sem vitória – cinco pelo Brasileirão e um pela Copa do Brasil – e empurrou o Vasco para o Z4. O Verdão subiu para 25 pontos em 24 jogos, contra 24 dos cariocas, que têm um duelo a menos, que será no dia 27 deste mês, contra o Santos, fora de casa.

O próximo compromisso da Chape está marcado para esta segunda-feira, novamente em Chapecó, às 20h, diante do líder Internacional.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Chape apresenta oficialmente o atacante Henrique Almeida nesta sexta-feira (19)
Novo atacante da Chape será apresentado nesta sexta-feira (19)
Amaral pode voltar ao time titular da Chapecoense após quase três meses sem jogar
Atletas da Chape fazem doação para a Casa de Passagem de Chapecó
Tive outras sondagens, mas a Chapecoense é mais meu estilo, afirma Maurício Ramos
Chapecoense perde para o Atlético-MG, na Arena Condá, pelo Brasileiro Sub-20
Chapecoense e Atlético-MG se enfrentam pelo Brasileiro sub-20
Chape busca reforços para o ataque e acerta devolução de Marcos Vinícius ao Botafogo
Chapecoense não é mais a mesma na Arena Condá
Zagueiro Maurício Ramos entra no BID e está liberado para estrear pela Chape