Homens também podem desenvolver câncer de mama

Alterações genéticas, má alimentação e uso de hormônios estão entre as causas da doença nos homens

Apesar de ser em um número menor do que em mulheres, o câncer de mama, também, pode acontecer em homens – um caso em homens, para cada 100 em mulheres. Neste Novembro Azul, a Sociedade Brasileira de Mastologia faz um alerta aos homens, pois a falta de informação e o preconceito são os principais inimigos da doença, já que os homens têm menor propensão a procurar médicos, e quando procuram encontram dificuldade de acesso.

>> Últimas notícias <<

Estudos mostram que a média de idade dos homens que apresentam a doença varia de 50 a 70 anos. Na maioria dos casos, a detecção é feita em estágio avançado, o que pode dificultar o tratamento e aumentar as chances de metástase. “O principal motivo dessa demora no diagnóstico é o preconceito. Pelo fato do câncer de mama ter as mulheres como alvo, há uma falta de conscientização sobre a importância dos exames de rotina. Entre as principais causas da doença nos homens estão as alterações genéticas e hormonais, alimentação rica em gorduras, excesso de álcool ingerido, além do uso de anabolizantes ou de hormônios”, diz o presidente da SBM, Antonio Luiz Frasson.

Prevenção

Segundo Antonio, a melhor maneira de combater a doença é a informação orientando os homens quanto à possibilidade de também terem câncer de mama, assim como manter hábitos saudáveis de vida, como alimentação balanceada, atividade física regular, redução do consumo de álcool, abolição do tabagismo, controles do diabetes e peso, além de procurar o médico regularmente.

Quando existe a suspeita de um nódulo, o diagnóstico é feito por meio do histórico do paciente e de exames como mamografia, ultrassonografia e biópsia do tumor. O tratamento dependerá do estágio do tumor, podendo ser feito através de cirurgia, radioterapia ou quimioterapia.

>> Leia mais matérias de do DI Saúde <<

Tratamento

O tratamento do câncer de mama masculino assemelha-se ao feminino. A cirurgia está indicada para praticamente todos os casos. No homem, devido ao pequeno volume mamário, a cirurgia consiste na retirada da mama e na realização de biópsia de um gânglio axilar, para avaliar a extensão da doença. Na suspeita de comprometimento axilar, realiza-se também a retirada de linfonodos axilares.

Quanto mais cedo for iniciado o tratamento, menor a extensão da cirurgia e menor a necessidade de receber quimioterapia e radioterapia.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

OMS enumera dez principais ameaças à saúde em 2019
Higienizar as mãos é mais importante do que se pensa
Sentir saudade é saudável?
Calvície: problema também atinge os mais jovens, saiba identificar e tratar esse mal pela raiz
Sociedade Brasileira de Mastologia lança portal para debate sobre câncer de mama
5 dicas para evitar a retenção de líquido no verão
Você sabia que fogos de artifício podem causar danos permanentes à audição?
Saiba como prevenir dor nas costas
Diabetes: 6 dicas para curtir as festas de fim do ano
Para uma boa saúde bucal invista em uma alimentação saudável