MDB terá a maior bancada de deputados na Alesc a partir de 2019

PSL elegeu seis deputados enquanto o PSD reduziu de nove para cinco representantes

- Publicidade -
 

Audrey Piccini
politica@diariodoiguacu.com.br

A Assembleia Legislativa terá nova configuração partidária a partir de janeiro de 2019, muito em função do efeito Jair Bolsonaro (PSL). O partido, que não tinha nenhum deputado estadual passará a contar com seis representantes na próxima legislatura. PV, PRB, PSB e PR aumentaram a representatividade.

A nova configuração da Alesc conta com número maior de partidos com assentos na casa. Na legislatura atual são 11 siglas, a partir de 2019 serão 12. Podemos e PCdoB perderam representantes ao passo que PV, PRB e PSL elegeram deputados. A formatação do Parlamento ficou mais fragmentada, com partidos com número parecido de representantes o que deve impactar diretamente na eleição da mesa diretora.

Últimas notícias

Composição

As mudanças na composição serão visíveis no plenário. O MDB segue tendo o maior número de deputados, mas inicia 2019 com um a menos, contará com nove cadeiras. O PSL tem a segunda maior bancada com seis deputados, seguido de perto pelo PSD com cinco. A sigla viu a bancada enxugar e perdeu quatro cadeiras nessa eleição.

O PT também perdeu uma cadeira e a partir de janeiro terá quatro deputados. PP, PR e PSB tem três deputados cada. O PP perdeu uma cadeira, o PSB ganhou uma e o PR terá duas a mais do que atualmente.

O PSDB que tinha quatro deputados passará a ter dois, o PDT ganhou uma cadeira e terá dois deputados. O PRB e o PV conquistaram um deputado cada e o Podemos perdeu os dois que tem hoje. O PCdoB também não terá representação na Alesc em 2019.

As maiores bancadas estão nas maiores cidades. Florianópolis elegeu seis deputados enquanto Joinville tem três representantes. Chapecó, que chegou a ter cinco deputados ao mesmo tempo, a partir de janeiro terá dois: Altair Silva (PP) e Luciane Carminatti (PT). A professora Ana Caroline Campagnollo (PSL) morou na cidade mas hoje tem residência e trabalho em Itajaí, onde também é vice-presidente do PSL local.


DEIXE SEU COMENTÁRIO

Ensino médio, técnico e bolsas de estudo: saiba como pensam Merisio e Moisés
Moisés: É necessário saber ouvir as pessoas
Os planos dos candidatos para o agronegócio do Oeste
Merisio recebe pautas do CEC e assume compromisso com obras
Ministro dos Transportes entregará ordem de serviço para as obras na BR-282
O que pensam Moisés e Merisio sobre as rodovias de Santa Catarina
Daniela: Lutamos contra artilharia pesada de bodoque e empatamos a guerra
Câmara terá maior número de deputadas das últimas três legislaturas
Comandante Moisés é recebido por empresários de Chapecó pela segunda vez
Está em jogo o futuro dos catarinenses, diz Merisio