Newton Drummond, o Chumbinho, ex-Inter e Vasco, é o novo executivo da Chapecoense

Clube do Oeste confirmou a contratação neste domingo (16)

A contratação de um novo diretor executivo de futebol era a prioridade da Chapecoense, e o clube do Oeste catarinense conseguiu definir neste domingo (16) o profissional para trabalhar na reformulação do grupo de jogadores. A cadeira que ficou vazia após a demissão de André Figueiredo será ocupada por Newton Drummond, o Chumbinho.

O Verdão queria começar a semana com a situação envolvendo o novo dirigente já resolvida. Alguns nomes foram estudados pela diretoria, entre eles André Zanotta, que deve deixar o Grêmio e voltar a São Paulo, estado onde a sua família mora, alegando questões pessoais. Ninguém confirma publicamente, mas a agremiação entrou em contato com o gremista, porém, as conversas não avançaram.

Newton Drummond estava na lista da Chape. A experiência e o currículo pesaram para a diretoria investir em Chumbinho, como é conhecido. Ele se com a cúpula verde-branca neste domingo em Chapecó e chegou a um acordo. O acerto foi divulgado oficialmente no início da tarde. Na sequência, o recém-contratado conheceu a estrutura do clube, incluindo o CT da Água Amarela, e à noite retornou a Porto Alegre (RS), onde reside.

Chumbinho começou como diretor nas categorias de base do Internacional, em 1996. Ele conquistou espaço no Colorado gaúcho e foi promovido ao departamento profissional, onde permaneceu como executivo durante 10 anos. Colecionou títulos neste período, como campeonatos gaúchos, a Copa Libertadores da América (2006 e 2010) e o Mundial de Clubes de 2006.

Após se despedir do Inter, Chumbinho passou por Vitória, Criciúma e Vasco, seu último trabalho, no primeiro semestre deste ano. Neste período, retornou em mais duas oportunidades à equipe do Beira-Rio. A apresentação oficial do novo diretor será realizada nos próximos dias. Ele retorna do Rio Grande do Sul na noite desta terça (18).

Já estava na lista anterior

A função de executivo estava em aberta na Chapecoense desde a última terça, quando André Figueiredo, que construiu carreira na base do Atlético-MG, acabou demitido depois de apenas quatro meses na Arena Condá. Chumbinho também foi analisado na época, mas o Verdão optou em trazer o ex-profissional do Galo mineiro.

Tarefa inicial

A primeira missão de Chumbinho é reformular o elenco da Chape. São 54 atletas com contrato em vigor, destes, 19 têm vínculo até 31 deste mês. A chapa da situação, que venceu a eleição, assumiu o compromisso de iniciar a temporada com 28 jogadores e buscar no máximo mais dois no decorrer de 2019.

 

O que disse o presidente da Chapecoense, Plínio David De Nes Filho, ao DI, sobre a contratação de Chumbinho:

“Levamos em consideração alguns fatores: a familiaridade com a cultura da nossa região, já que, originariamente, o Oeste é composto por pessoas oriundas do Rio Grande do Sul, e também a trajetória do profissional, uma carreira de sucesso. Esperamos que o Newton Drummond possa somar bastante para nós e nos auxiliar naquilo que se relaciona ao futebol, para alcançarmos os nossos objetivos”.

1 COMENTÁRIO(S)

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Chapecoense estuda processo contra Unión La Calera. Federação do Chile descarta punição na Conmebol
Chape elogia comportamento dos torcedores do Unión La Calera na Arena Condá
Festa de quem veio de longe! Chape empata com La Calera e é eliminada na Arena Condá
Sem Wellington Paulista, Chape decide vaga na Sul-Americana com o La Calera
Atenção, torcedor da Chape! Acesso à Arena Condá terá mudanças na Sul-Americana
Agora é Sul-Americana: Chape precisa vencer para seguir na competição
Chape e Figueira empatam em jogo de pouco futebol e sem emoção em Chapecó
Chape recebe o Figueira em partida que vale a liderança do Catarinense
Chape retifica: bilheteria não poderá funcionar no dia do jogo na Sul-Americana
Claudinei coloca resultados à frente do nível das atuações e diz que Chape está sendo montada para Série A