Onde ir no Carnaval em Santa Catarina

Relatório do Sistema de Inteligência Setorial (SIS) do Sebrae destaca vitalidade do setor

O Carnaval já está aí e atrás dele vem o bloco dos turistas. Santa Catarina reúne alguns dos destinos mais badalados do Brasil durante a festa, movimentando o comércio e o setor hoteleiro. Por isso, o Sistema de Inteligência Setorial do Sebrae preparou um relatório de Inteligência que aborda as oportunidades ligadas ao evento e mostra como os empreendedores podem se preparar para o período de folia.

De acordo com o Ministério do Turismo, no Carnaval de 2018 foram injetados mais de R$ 11 bilhões na economia nacional, com uma movimentação turística de mais de 10 milhões de brasileiros e 400 mil estrangeiros.

Em Santa Catarina, uma pesquisa da Fecomércio mostrou que no ano passado a festa movimentou diferentes setores da economia. O destaque ficou com o segmento de turismo e hotelaria.

>>>> Acompanhe as últimas notícias de Chapecó e região

Principais destinos catarinenses

De norte a sul, as cidades catarinenses se destacam como destinos procurados por foliões de todo o país. As belezas naturais, somadas às opções que agregam cultura e badalação, fazem do estado uma opção democrática para os foliões. Os principais destinos turísticos do estado durante a festa são Florianópolis, São Francisco do Sul, Laguna, Joaçaba e Balneário Camboriú.

Florianópolis

No ano passado, Florianópolis foi o segundo destino mais procurado do país durante o Carnaval, ficando atrás apenas do Rio de Janeiro, conforme dados divulgados pelo Airbnb. A cidade alcançou 81,7% de ocupação dos leitos disponíveis no período. Desfiles de escolas de samba, blocos de rua, shows e festas exclusivas promovidas pelos principais beach clubs da cidade são algumas das atrações oferecidas aos turistas.

 São Francisco do Sul

 A proximidade com os grandes municípios da região faz de São Francisco do Sul um dos principais protagonistas do Carnaval no estado. Em 2018, houve ocupação de 63,3% dos leitos disponíveis. A programação oficial da festa costuma ser mais intensa na região do centro histórico da cidade.

Laguna

 Laguna também tem se destacado como um dos principais destinos dos turistas: é conhecida pela força  do Carnaval de rua e recebeu, somente em 2018, mais de 500 mil pessoas. De acordo com a pesquisa da Fecomércio, a ocupação da rede hoteleira na cidade registrou 68,5% no período, com média de estadia de 3,2 dias.

Joaçaba

 Joaçaba, no meio-oeste, é conhecida pelos seus desfiles de escolas de samba. Com cerca de 28 mil habitantes, a cidade contou com 15 mil foliões somente no primeiro dia de desfiles das escolas de samba em 2018. A pesquisa da Fecomércio apontou uma ocupação da rede hoteleira de 73% nesse período.

Balneário Camboriú

 Um dos principais destaques do turismo do estado, Balneário Camboriú tem atraído milhares de turistas também durante o Carnaval. Conhecido por sua badalação, o destino é procurado por famosos e anônimos e por turistas brasileiros e estrangeiros. Em 2018, mais de 100 mil foliões aproveitaram as festas na cidade. Para 2019, estima-se que serão ainda mais turistas desembarcando, já que a cidade entrou para a rota de cruzeiros.

 Oportunidades para o setor turístico

 O período do Carnaval é uma ótima oportunidade para usar a criatividade. Pacotes especiais, eventos temáticos e outras ações podem ajudar a conquistar os turistas. Entre as opções, estão pacotes com direito a fantasias que podem ser utilizadas nos eventos.

 Para tornar a experiência no destino a mais autêntica possível, muitos turistas buscam participar mais ativamente dos eventos promovidos no destino. No caso das cidades que possuem desfiles de escola de samba na sua programação, é interessante fazer parceria com as escolas e oferecer pacotes que incluam a participação no desfile.

Outra frente que pode ser trabalhada é a dos transportes. Muitos foliões buscam tranquilidade e segurança para curtirem as festas. Para garantir uma experiência segura, os traslados para shows, desfiles e eventos relacionados se tornam uma opção a ser oferecida aos turistas. Oferecer passeios pela cidade, com visitas aos pontos turísticos e históricos, pode ser uma excelente estratégia.

 Um segmento que também se beneficia com o turismo da folia é o de hostels, que oferecem opções mais acessíveis de hospedagem. Em Florianópolis, pesquisa realizada pelo portal de informações rodoviárias BuscaOnibus aponta que 70% de proprietários de hostels pesquisados espera um movimento melhor no verão deste ano do que o registrado em 2018. Um dos estímulos é justamente o aumento esperado para o período de Carnaval.

Investir em alimentação e bebida também é uma boa pedida. Durante o período de festas é fundamental que o folião se mantenha alimentado e devidamente hidratado. Dessa forma, as hospedagens podem oferecer um cardápio especial para os dias da folia, prevendo o lanche da madrugada, na volta da folia, o kit ressaca (com alimentação leve e sucos energizantes, por exemplo), entre outras opções.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Chapecó já apresenta 372 focos da dengue neste ano
Cresce 500% o número de MEIS em Chapecó
Assinada ordem de serviço para fase final de obra do quartel dos Bombeiros de Chapecó
Guarda Municipal e Agentes de Trânsito: onde atuam e como acionar
Número de focos da dengue cresce 58% em Concórdia
GPS Rural leva mais segurança a comunidades do interior de Chapecó
Unochapecó recebe intercambistas da Itália e Colômbia
Programa GPS Rural será implantado em Saudades
Cadeirante de 53 anos é atropelada no Centro de Chapecó
Motociclista fica ferido após acidente no centro de Chapecó