Polícia Militar reduz em 30% ocorrências de perturbação

Dado é comparativo entre os primeiros 6 meses de 2016 e 2017. Número de Termos Circunstanciados lavrados também aumentou nesse período

- Publicidade -
 

Dados divulgados pelo 2º Batalhão de Polícia Militar de Chapecó mostram uma redução de 30% no número de ocorrências de perturbação do sossego público. A estatística é feita em comparação entre os cinco primeiros meses de 2016 e o mesmo período de 2017.

A perturbação é um problema antigo relatado por moradores de várias regiões da cidade e responsável por inúmeros chamados para a PM. Em e 2016 foram registradas mais de cinco mil ligações reportando casos de perturbação. Em 2017, esse número caiu para foram 3.646 reclamações, o que representa redução de 30%.

Mensalmente, o número de ocorrências por perturbação também diminuiu. Neste ano, o mês de março foi o que apresentou maior índice, com 889 chamadas, contudo o número é menor que o registrado no mesmo mês de 2016, quando foram 941. O mês de maio de 2017 foi que registrou menor índice, com 337 ocorrências.  Em 2016 o número de chamados foi de 770.

 

Operações e fiscalização

 

Entre os fatores que contribuíram para essa redução estão as frequentes operações para coibir essa prática, realizadas em vários pontos da cidade (onde geralmente essas ocorrências são registradas), também nos dias e horários de mais registros, conforme levantamento da PM.

Além de aumentar a fiscalização, nesses primeiros meses a PM também lavrou mais Termos Circunstanciados (TCs) em comparativo a 2016. Somente nos cinco meses de 2017 foram 41 TCs por perturbação do sossego, número maior que o lavrado durante todo o ano de 2016, quando foram lavrados 35. Em comparativo com o mesmo período de 2016, foram 11 registros.

 

Operações continuam

Segundo a PM, as ações de fiscalização terão continuidade durante todo ano para repreender crimes como perturbação, embriaguez ao volante, além de operações de trânsito para coibir estes e outros crimes.

 

Principais pontos

Segundo a PM, a fiscalização permanecerá reforçada nos locais onde são geradas mais ocorrências de perturbação. Entre eles estão as Ruas Rui Barbosa com Benjamin Constant, também nas proximidades do colégio Bom Pastor na Rua Florianópolis; próximo a Aurora, no bairro Saic e no prolongamento da Avenida Getúlio Vargas.

A PM reforça que não é possível zerar as ocorrências de perturbação apenas com a fiscalização. É preciso que a comunidade também crie uma cultura de respeito ao próximo e também dentro de casa, com a família acompanhando as ações dos filhos e orientando eles a evitarem essas práticas, há de se criar também uma cultura de respeito, mas, a Polícia Militar continuará despendendo esforços para reduzir ao máximo essa ação danosa às pessoas que precisam descansar, seja com ações preventivas ou repressivas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Motorista bate em poste de iluminação em São Miguel do Oeste
Museu de História e Arte tem três novas exposições em Chapecó
Moto é apreendida com mais 15 mil em multa em Chapecó
7ª turma de Medicina da Unochapecó se forma
Caminhão tomba na SC-283 em Arvoredo
Motorista perde controle de bitrem e tomba na BR-158
Duas pessoas morrem em acidente na BR-282 próximo a Vargeão
Crianças com HIV têm dia especial em Chapecó
Artesanato é fonte de renda para pessoas com distúrbios mentais em Chapecó
Papai Noel entrega brinquedos em escola de Chapecó