Presidente da Federação aposta em Catarinense com final: Estamos otimistas

Dirigentes da FCF se reuniram com diretor da CBF no Rio de Janeiro

Em princípio, a Série A do Estadual de 2018 será disputada em pontos corridos, turno e returno, com o campeão sendo aquele que alcançar a maior a pontuação, no mesmo estilo do Brasileirão. Porém, ficou combinado em reunião entre a Federação Catarinense de Futebol (FCF) e os clubes, na semana passada, que haverá semifinal e/ou final – em jogos únicos – se houver datas disponíveis.

>>Confira mais sobre a Chapecoense<<

>>Leia os nossos colunistas<<

>>Veja as últimas notícias<<

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) destacou apenas 18 datas para os campeonatos estaduais neste ano, devido à Copa da Rússia, que será de 14 de junho a 15 de julho. Em anos de Mundial, o calendário fica mais apertado e as disputas nos estados precisam se adequar. O Catarinão da próxima temporada vai iniciar no dia 17 e terminar em 8 de abril. Dentro desse período, a FCF tenta junto à CBF pelo menos mais uma data para realizar a final.

Dirigentes da Federação foram nesta terça-feira (14) à sede da CBF, no Rio de Janeiro, para negociar com a entidade máxima do futebol brasileiro. Liderado pelo presidente Rubens Angelotti, a comitiva catarinense se reuniu com o diretor de Competições da Confederação, Manoel Flores. Da FCF, também estiveram na capital fluminense o gerente do departamento de Competições, Fábio Nogueira, e o diretor do departamento de Arbitragem, Marco Antônio Martins.

A tabela e os documentos oficiais do Catarinão serão publicados nesta sexta-feira (18), com 18 datas, conforme a decisão do Conselho Técnico e como determina o artigo 9º da Lei 10.6712, o Estatuto de Defesa do Torcedor. Segundo informação publicada no site da FCF, até o prazo limite para a homologação no dia 1º de dezembro, a CBF está comprometida para buscar a 19ª data para a final. “Estamos otimistas”, disse Angelotti. A possibilidade de duas datas para realização também das semifinais é remota.

O Oeste terá dois representantes neste ano: a Chapecoense, atual bicampeã, e o Concórdia, campeão da Segundona. Ao todo, são 10 agremiações: além da dupla da região, estão Avaí, Brusque, Criciúma, Figueirense, Hercílio Luz, Inter de Lages, Joinville e Tubarão.

Preocupação com as arbitragens

Aproveitando a passagem pela CBF e o momento decisivo dos clubes catarinenses nas competições nacionais, Angelotti e Martins visitaram a Comissão Nacional de Arbitragem e expuseram projetos. O presidente da FCF manifestou ainda a preocupação das equipes do Estado em relação às arbitragens nas últimas rodadas das Séries A e B do futebol brasileiro.

“Estamos apreensivos e preocupados com a definição das campanhas dos nossos clubes nos certames nacionais. A disputa está muito difícil. É fundamental a permanência da dupla catarinense na Série A e na Série B para 2018”.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Você ainda pode votar na Chapecoense para o Oscar do Esporte
Chapecoense conhece adversários na Copa São Paulo de Futebol Júnior
Sem perder há 8 jogos, Chape iguala próprio recorde no Brasileirão
Com 5 da Chape, seleção catarinense sub-20 se apresenta em Florianópolis
Chape já deixou escapar 7 pontos por sofrer gols nos acréscimos
Nos acréscimos, Chape cede empate ao Atlético-GO
Chapecoense em alto astral: um novo visual para um novo momento
Chapecoense freta voo para enfrentar o Atlético-GO
Concórdia x Chapecoense: encontro de campeões na abertura do Catarinão
Para iluminar o caminho da série A, jogadores pagam promessa