Quadrilha catarinense é presa no Paraguai com armas, munições e drogas

Cinco homens e duas mulheres foram presos na manhã desta quarta-feira (9). Suspeitos de tráfico de drogas eram investigados desde o início de 2018

Na manhã desta quarta-feira (9), uma ação conjunta entre Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar de Santa Catarina e Polícia Federal prendeu sete pessoas em Minga Guazú, no Paraguai. Eles são suspeitos de integrarem uma quadrilha de tráfico de drogas.

Segundo informações da PRF, os suspeitos eram investigados desde o início de 2018 e tiveram a localização confirmada pela Polícia Nacional do Paraguai. Cinco homens e duas mulheres foram detidos.

>> Últimas notícias <<

Os suspeitos, da quadrilha catarinense, estavam em uma propriedade rural e, no local, os policiais apreenderam armas, munições, celulares e droga. A quadrilha, conforme a PRF, está envolvida na maior apreensão de drogas do Estado, no dia 7 de outubro de 2018, quando foram apreendidos oito toneladas de maconha em Itajaí.

Todos os suspeitos foram levados para Ciudad del Este, na fronteira com o Brasil, onde serão realizados os trâmites para sua extradição. As identidades dos suspeitos não foram divulgadas.

Histórico

Dentre os suspeitos, de acordo com a PRF, dois homens, de 39 e 43 anos, possuem mandados de prisão expedidos pela Justiça catarinense. Os crimes envolvem homicídio, tráfico de drogas, roubo, posse ilegal de arma, sequestro e associação criminosa.

Outro suspeito, de 24 anos, possui passagens pela Polícia pelos crimes de tráfico de drogas, posse ilegal de arma de fogo e tentativa de homicídios. Uma mulher, de 30 anos, também possui passagens pela Polícia, por tráfico.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Casal briga e homem é detido em Xaxim
Polícia Militar apreende adolescente no bairro Alvorada em Chapecó
Com sinais de agressão, criança de quatros anos morre em Caxambu do Sul
R$ 2 milhões em cigarros são apreendidos pela PRF em São Miguel do Oeste
Marido agride companheira e é preso em Ponte Serrada
Suspeitos de assaltos em Chapecó e São Carlos são presos
Mãe e filho são condenados a 32 anos de prisão por morte de mecânico em Chapecó
Homem é detido ao tentar comprar dois celulares com cheque furtado em Chapecó
Carro furtado em Chapecó é incendiado em Marema
Morre homem suspeito de matar e deixar Valderi da Silva nas escadas de Praça de Campo Erê