Sai um, chega outro: Rossi deixa a Chapecoense. Vem aí Júlio César

Diretoria verde-branca já garantiu um substituto para o atacante

Rossi se despediu da delegação em Recife/PE (Sirli Freitas/Chapecoense)

A Chapecoense confirmou na noite desta quarta-feira (12) a saída do atacante Rossi para o futebol chinês. O jogador já se despediu do grupo em Recife (PE), onde o Verdão enfrenta o Sport nesta quinta (13) pelo Brasileirão, e segue viagem para fazer exames médicos na China. Ele vai defender o Shenzhen Football Club, terceiro colocado da segunda divisão do país asiático.

>>Confira mais sobre a Chapecoense<<

>>Confira os nossos colunistas<<

>>Leia mais reportagens<<

A diretoria não divulga detalhes, mas se comenta nos bastidores que a negociação é a maior da história da Chape. O clube do Oeste catarinense comprou 70% dos direitos econômicos do jogador pelo valor de R$ 800 mil e agora vende todo o seu percentual do passe, ficando com cerca de R$ 8 milhões - a transação total é de, aproximadamente, R$ 12 milhões. Ele se destacou na Série B de 2016 jogando pelo Goiás. A proposta para o atleta também foi irrecusável.

>>Confira mais sobre contratações<<

A Chapecoense também já tem um substituto para Rossi. Trata-se de Júlio César, atacante de 22 anos que está no Oeste, de Itápolis, disputando a Série B do futebol brasileiro. Foi dele o gol na derrota para o Brasil por 3 a 1, em Pelotas (RS), na última terça-feira. Ele nasceu em Curitiba (PR), tem 1,72 metro e começou a carreira no Paraná Clube. Passou ainda por ABC, Cascavel, Inter de Lages e Caxias.

Júlio César (com os dedos para cima) está acertado com o Verdão - Geremias Orlandi/SER Caxias

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Chape negocia com Éderson, do Flamengo. Clube monitorou 50 meias em 2018
Kleina faz balanço positivo da campanha da Chape no Brasileirão antes da parada
Chape empata com América-MG, fora de casa, no último jogo antes da Copa
Com Eduardo na vaga de Apodi, Chape busca 1ª vitória fora de casa no Brasileirão
Apodi recebe proposta, deve deixar a Chapecoense e não encara o América-MG
Jogadores da Chape terão 13 dias de folga durante parada da Copa do Mundo
Bruno Silva sobre gol contra o Cruzeiro: é o segundo de muitos, se Deus quiser
Arthur Caike desfalca a Chape contra o América-MG. Grupo viaja nesta segunda-feira
Falta de luz em torre e sachê de ketchup no campo: Chape deve ser denunciada
Robin Hood do Brasileirão faz nova vítima. Técnico da Chape pede regularidade