Vendedor de carros vira sensação de rede social

Vídeos dos carros da loja Virtual Auto Car chegam a 1 milhão de visualizações e a empresa vende 70 carros por mês

- Publicidade -
 

Bruna Brum
bruna@diariodoiguacu.com.br

Quem não gosta de assistir bons vídeos na internet e dar boas gargalhadas? Mas você já pensou que isso pode impulsionar seus negócios e o tornar conhecido? Foi assim que a Virtual Auto Car, conquistou públicos de diferentes idades e aumentou as vendas de veículos por todos os Estados, além de ser conhecida em Boston, nos Estados Unidos da América.

A loja de carros, de Chapecó, iniciou na cidade há três anos, mas somente há um ano, após o uso dos vídeos e as ações de marketing e divulgação, houve o “boom” de curtidas em sua página no Facebook, que agora está com 102.883 mil curtidas e 104.704 mil seguidores.

>> Últimas notícias <<

>>Saiba quais os 10 shows de artistas chapecoenses que estarão na Efapi 2017<<

Segundo a proprietária da loja de carros, Jéssica Chiela Liotto, a ideia dos vídeos foi de seu marido, Ivandro. “A loja foi diferenciada por causa dos vídeos que o Ivandro começou a fazer, foi rodando pela cidade inteira, por Santa Catarina e as pessoas começaram a ligar e perguntar pelos carros dos vídeos. Hoje, o Alessandro faz vídeos mais engraçados, para chamar a atenção das pessoas”, explica Jéssica.

De acordo com Jéssica, seu marido teve essa iniciativa para ver como seria a reação com o público, pois pouquíssimas pessoas estavam fazendo isso. “Ele começou a fazer e viu que estava dando resultado e agora eles fazem vídeos de todos os carros. A nossa loja é conhecida pelos vídeos, se outros garagistas fizerem isso, as pessoas já começam a comentar que eles estão nos imitando”, diz.

Segundo Alessandro Moura, no início dos vídeos muitas pessoas criticaram, mas os resultados valeram os esforços. “Não pode ter vergonha, tem que dar a cara a bater, mas a gente faz o que a gente gosta. Da mesma forma que tem cinco mil que elogiam, sempre terá dois mil que criticarão. Tem gente que acha que estamos falando mal dos carros, que não entendemos, mas não dá para dar bola. No começou foi bicho feio, só que hoje a loja é conhecida por isso.”, ressalta o vendedor.

Para todos, os vídeos são o diferencial da loja e muitos tentam imitar, mas de acordo com Alessandro não adianta. “Tem gente que quer imitar, mas não dá. Nós somos a loja raiz o resto é Nutella”, brinca Alessandro.

Humor como diferencial

Os vídeos da loja, que já tiveram mais de 1 milhão de visualizações, tem uma popularidade tão grande, que um cliente de Boston, nos Estados Unidos da América, entrou em contato com os proprietários e um laço foi criado. “Teve um cliente dos Estados Unidos, que ligou para nós e fez um vídeo lá, falando da Virtual Auto Car e nós gravamos um vídeo aqui, falando da loja dele. Ele nos disse que isso foi uma motivação muito boa, que achou os vídeos muito legais e começou a fazer na loja dele”, conta Jéssica.

Agora, quem faz os vídeos falando sobre os carros é o vendedor Alessandro Moura, de 24 anos, que com sua sinceridade, conta os defeitos dos carros e atraí diversos consumidores para a loja. “Depois que o Alessandro fez um vídeo sobre um Audi, que ele só falou mal do carro, que não prestava, era um sinistro, foi nesse vídeo que chegamos a um milhão de visualizações. E agora ele começou a fazer esses vídeos mais engraçados, tem carros que ele fala bem e outros que ele detona e isso começou a dar mais acesso”, explica a proprietária.

De acordo com Jéssica, mês a loja vende em torno de 70 carros por mês e quando postam os vídeos e o carro é bom, ele é vendido no mesmo dia. “A nossa loja sempre vendeu bem, mas eu acho que é por causa dos vídeos. E nós fazemos esses feirões noturnos, o Ivandro também faz os feirões no bairro Efapi. Também já fizemos o Feirão Móvel, levamos todos os veículos para Quilombo. Então nossa loja é bem conhecida e as pessoas querem vir comprar aqui”, analisa a proprietária.

>> Leia mais matérias <<

>> Bióloga aposta em roupas, bolsas e acessórios produzidos com materiais recicláveis <<

Abaixo da Fipe

A maioria dos carros da loja é vendido com preços abaixo da tabela Fipe e, junto com a sinceridade do vendedor Alessandro, em seus vídeos, foi possível alcançar um público maior e as vendas aumentaram muito. “Na verdade não é falar mal, é ser sincero, porque um vendedor tem fama de mentiroso. Às vezes uma pessoa precisa comprar um carro bom, mas na verdade ele é ruim e o vendedor afirma que é bom. E o que mais deu certo foi falar a verdade e mesmo falando que o carro é ruim, a gente vem e a pessoa compra ciente, pois a gente já vende mais barato”, explica Alessandro.

“Se eu disser, olha aquele Ford Ka está com o motor estourando, mas eu faço tanto pelo carro, vendo um preço bem baixo e a pessoa compra consciente. Não adiante vender gato por lebre, então a gente fala a verdade e foi isso que deu resultado”, ressalta.

Consciência

De acordo com a proprietária Jéssica, eles vendem, mas além de ser sinceros sobre o que o carro possuí, há a preocupação em alertar as pessoas sobre o carro. “A pessoa já vem sabendo o que está comprando. O carro tem isso, isso e isso, ele já sabe, ele viu. Às vezes a gente pega a pessoa e dizemos: ‘senta ali e assiste de novo. Assistiu de novo? Quer levar o carro mesmo assim? Então tá, você já sabe o que ele tem’”, finaliza Jéssica.

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Escola ensina os numerais de forma divertida em Chapecó
Caixa antecipa pagamento da 3ª fase do calendário das cotas do PIS
PM de Chapecó procura dono de teclado suspeito de ser objeto de furto
Equipe de robótica de Chapecó disputa torneio no Maranhão
Homem fica gravemente ferido ao ser atropelado em Iraceminha
PM de Chapecó recebe viatura nova
Idosa com AVC hemorrágico é transferida para Chapecó
15 mil pessoas são esperadas para o Natal Luzes, em São Domingos
Motociclista atropela cachorro na BR-282 em Chapecó
Rede Quero-Quero traz grupo Os Serranos a Chapecó