Trânsito sobre a ponte do Rio Irani está em meia pista

Segundo o Deinfra, as obras no local estão em fase final. Reparos no pilar e no guarda-corpo já foram concluídas

- Publicidade -
 

Está em fase final as obras para reparos na Ponte do Rio Irani, na divisa entre Chapecó e Arvoredo. De acordo com o Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra), a previsão é que a obra seja finalizada até o fim da próxima semana. Até lá, o trânsito sobre a ponte está em meia pista.

De acordo com o superintendente da Regional Oeste do Deinfra, Elio Godoy, a licitação para o início das obras foi autorizado ainda em 2017 com o valor de R$ 600 mil para os reparos no pilar da ponte do lado de Arvoredo, também do guarda-corpo que foi arrancado e melhorias na pista sobre a ponte, além da sinalização do trecho com a colocação de uma lombada física no alto da serra antes da ponte, também do lado de Arvoredo, e de placas de sinalização.

“Devido ao número de acidentes ao longo dos anos, a ponte sofreu várias avarias na estrutura, principalmente do lado de Arvoredo. Por solicitação do Deinfra foi feito o projeto de recuperação”, explica Godoy.

 

Até o fim da próxima semana

 

A obra está adiantada e o processo de recuperação do pilar de sustentação e do guard-rail foram concluídos. “Já fizemos a recuperação no asfalto em um dos lados da ponte e agora falta o outro. Por isso o trânsito sobre a ponte está em meia pista e deve seguir assim até o fim da próxima semana”, explica o superintendente, pedindo atenção aos motoristas. Conforme Godoy, a expectativa é que até o fim da próxima semana a obra esteja concluída.

 

Relembre

 

Nos últimos anos, a ponte sobre o Rio Irani foi palco de vários acidentes envolvendo principalmente caminhões, onde os condutores acabam perdendo o controle da direção e caindo no rio.

O último acidente com morte no local foi no dia 2 de abril de 2018, quando o motorista de um caminhão - que transportava barras de ferro e chapas de aço -  perdeu o controle, bateu nos guarda-corpos e caiu nas águas do rio. O corpo do motorista foi localizado no dia seguinte pelo Corpo de Bombeiros.

Conforme levantamento feito pelo Diário do Iguaçu, em matéria divulgada no dia 4 de abril, este foi 8º acidente registrado naquele local em 10 anos. Foram pelo menos quatro mortes nesse período. De acordo com a Polícia Militar Rodoviária, em 2016, três graves acidentes foram registrados com menos de dois meses de diferença, e provocaram três mortes.

Dos oito acidentes registrados na última década, três caminhões não chegaram a cair nas águas, ficando nas margens, e outros cinco caíram dentro do rio. 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Morre vítima de tentativa de homicídio em Palma Sola
Motorista morre em acidente no Goio-En em Chapecó
Inspiração além da sala de aula
Cinco pessoas morrem nas rodovias federais de Santa Catarina durante o feriadão
Motociclista fica ferido após acidente em Seara
Bombeiros atendem dois acidentes no domingo (14) em Pinhalzinho
Vovô constrói tirolesa para netinho de quatro anos
Fetranslog 2018 começa nesta quarta-feira (17)
Mulher morre após bater carro em árvore em Cunha Porã
Chuva dá trégua e semana terá aberturas de sol em SC