Trânsito sobre a ponte do Rio Irani está em meia pista

Segundo o Deinfra, as obras no local estão em fase final. Reparos no pilar e no guarda-corpo já foram concluídas

Está em fase final as obras para reparos na Ponte do Rio Irani, na divisa entre Chapecó e Arvoredo. De acordo com o Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra), a previsão é que a obra seja finalizada até o fim da próxima semana. Até lá, o trânsito sobre a ponte está em meia pista.

De acordo com o superintendente da Regional Oeste do Deinfra, Elio Godoy, a licitação para o início das obras foi autorizado ainda em 2017 com o valor de R$ 600 mil para os reparos no pilar da ponte do lado de Arvoredo, também do guarda-corpo que foi arrancado e melhorias na pista sobre a ponte, além da sinalização do trecho com a colocação de uma lombada física no alto da serra antes da ponte, também do lado de Arvoredo, e de placas de sinalização.

“Devido ao número de acidentes ao longo dos anos, a ponte sofreu várias avarias na estrutura, principalmente do lado de Arvoredo. Por solicitação do Deinfra foi feito o projeto de recuperação”, explica Godoy.

 

Até o fim da próxima semana

 

A obra está adiantada e o processo de recuperação do pilar de sustentação e do guard-rail foram concluídos. “Já fizemos a recuperação no asfalto em um dos lados da ponte e agora falta o outro. Por isso o trânsito sobre a ponte está em meia pista e deve seguir assim até o fim da próxima semana”, explica o superintendente, pedindo atenção aos motoristas. Conforme Godoy, a expectativa é que até o fim da próxima semana a obra esteja concluída.

 

Relembre

 

Nos últimos anos, a ponte sobre o Rio Irani foi palco de vários acidentes envolvendo principalmente caminhões, onde os condutores acabam perdendo o controle da direção e caindo no rio.

O último acidente com morte no local foi no dia 2 de abril de 2018, quando o motorista de um caminhão - que transportava barras de ferro e chapas de aço -  perdeu o controle, bateu nos guarda-corpos e caiu nas águas do rio. O corpo do motorista foi localizado no dia seguinte pelo Corpo de Bombeiros.

Conforme levantamento feito pelo Diário do Iguaçu, em matéria divulgada no dia 4 de abril, este foi 8º acidente registrado naquele local em 10 anos. Foram pelo menos quatro mortes nesse período. De acordo com a Polícia Militar Rodoviária, em 2016, três graves acidentes foram registrados com menos de dois meses de diferença, e provocaram três mortes.

Dos oito acidentes registrados na última década, três caminhões não chegaram a cair nas águas, ficando nas margens, e outros cinco caíram dentro do rio. 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Bairros, escolas e estradas do interior recebem melhorias em Chapecó
Policiais e bombeiros argentinos trabalham na Operação Veraneio em SC
Ministério Público requer devolução de R$ 233,67 milhões da Ponte Hercílio Luz
Temporal causa estragos em Chapecó
Homem de 56 anos cai de caixa d’agua no interior de Chapecó
Temporal causa estragos em Águas e São Carlos
Cordilheira Alta tem exposição de presépios
Festa de Natal da Família Imigrante ocorre em Chapecó
Homem morre carbonizado em grave acidente em Água Doce
Três veículos se envolvem em acidente em Ponte Serrada