Vamos trabalhar com uma média de 35 atletas, diz Drummond, diretor da Chape

Nos primeiros meses, grupo será maior que o proposto inicialmente pela diretoria verde-branco por conta do calendário apertado. Claudinei esboça time e já sofre com desfalques

A menos de uma semana da estreia na Série A do futebol catarinense, a Chapecoense conta com 35 jogadores na pré-temporada. A proposta inicial da diretoria era trabalhar com no máximo 30 atletas, mas o número será maior nos primeiros meses deste ano. O calendário apertado serve de alegação no clube do Oeste, porém, chegadas e saídas não estão descartadas.

Em fevereiro, o Verdão disputará as copas Sul-Americana e do Brasil paralelamente ao Estadual, situação que exige, na visão dos dirigentes, um elenco mais numeroso que o proposto inicialmente. Entretanto, mudanças na fotografia podem ocorrer. “Vamos trabalhar com uma média de 35 atletas, são três competições já no início. O desgaste não acontece agora, mas com o tempo”, observou o diretor executivo de futebol Newton Drummond. O departamento mais duas contratações, um meia armador canhoto e um centroavante, mas enfrenta dificuldades nas negociações.

"Está difícil encontrar jogadores de qualidade e dentro de um custo que a Chapecoense possa bancar. Não vamos fazer loucuras. A Chapecoense vai para o seu sexto ano na Série A do Brasileiro por que fez as coisas sempre com muita organização. É um dos poucos clubes que pagam em dia os seus profissionais, isso nós vamos manter, mas sabemos que temos de contratar", comentou Drummond em entrevista coletiva.

Mercado sul-americano

A Chape olha com atenção para o mercado sul-americano. O meio-campista James Sánchez, do Junior de Barranquilla, da Colômbia, e o atacante Braian Romero, do Independiente, da Argentina, foram sondados, mas não houve avanço nas conversas. "Continuamos trabalhando (atrás de reforços), mas não vamos estabelecer prazo. Então, pode demorar um pouco mais (as contratações", acrescentou Drummond sobre reforços.

Empréstimos

Caras novas vão chegar e outros sairão. A Chape já acertou o empréstimo do volante Lucas Mineiro ao Vasco e encaminha a cessão do atacante Wesley Natã ao Votuporanguense, da Série A2 do Paulista. "Estamos buscando emprestar, principalmente, aqueles jogadores que vieram do sub-23 e não estão tendo aproveitamento no grupo principal", disse Drummond.

DESFALQUES E PROVÁVEL TIME

O primeiro compromisso da Chapecoense em 2019 será na próxima quinta-feira (17), contra o Marcílio Dias, às 19h, na Arena Condá, pela rodada de abertura do Catarinão. Os atacantes Aylon e Júlio César sofreram lesões no tornozelo e, em princípio, são desfalques. O técnico Claudinei Oliveira deve escalar o Verdão com João Ricardo; Eduardo, Douglas, Fabrício Bruno e Bruno Pacheco; Amaral, Márcio Araújo e Diego Torres; Renato, Wellington Paulista e Victor Andrade. Esta foi a formação testada no treino de ontem.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Reservas da Chape levam duas bolas na trave e ficam no empate com o Metrô fora
Calendário cheio para o futebol feminino da Chapecoense
Começa o rodízio na Chapecoense. Reservas encaram o Metropolitano
Luciano Gusso valoriza entrega da Chape e projeta evolução da equipe
Avaí larga na liderança do Catarinense. Chape e Figueira dividem o 2º lugar
Wellington Paulista salva a Chapecoense! Vitória na estreia: 1 a 0
Nenén pendura chuteiras, vai trabalhar na base da Chape e terá jogo de despedida
Missão da Chape no Catarinense: buscar neste ano o que perdeu em 2018
Dois empates abrem o Catarinense. Primeira rodada termina nesta quinta
Rodízio de time, estreia, objetivo, contratações. Confira o que diz o técnico da Chape