Walmor Pedersetti: Revitalização de rodovias é o principal pedido da região

O político avalia o fechamento das ADRs e as obras que não foram executadas, mas foram solicitadas e estavam na pauta da entidade para execução nos próximos anos

Qual é a avaliação do ano com relação a obras e avanços do governo nos municípios de abrangência da ADR?

Nos 13 municípios compreendidos pela ADR de São Lourenço do Oeste, poucos foram os investimentos neste último ano. Tínhamos uma expectativa da liberação de mais um Fundam, mas isso não aconteceu. Mesmo assim, foram liberados por esta ADR, via Fundosocial, R$ 5.151.655,53 para investimentos nos municípios. Além disso, a Agência de Desenvolvimento Regional continuou atuando para honrar com os compromissos no que diz respeito ao repasse de recursos para pagamento do transporte escolar (R$ 1,9 milhões neste ano) e Apaes (R$ 800 mil). Destacamos a construção dos Centros de referência de Assistência Social (CRAS) nos municípios de União do Oeste, Novo Horizonte, Jupiá, Irati e Jardinópolis e CREAS em Campo Erê.

Que obras estão na pauta de solicitação dos municípios e não foram executadas pelo governo via ADR?

A principal é a revitalização das Rodovias, SC 305, SC 161, SC 160. Encaminhei no decorrer de 2018, ao Governador do Estado, ao Deinfra e Secretaria de Estado da Infraestrutura, por inúmeras vezes, documentos a fim de que tomassem conhecimento dos perigos iminentes aos quais estão expostas as pessoas que transitam pelos trechos destas rodovias dentro de nossa jurisdição. Pedimos por inúmeras vezes, que fossem tomadas providências e nada foi feito. Os órgãos alegam indisponibilidade de recursos. Ressalto que revitalização dos trechos em questão é a principal reivindicação da comunidade regional há pelo menos uma década. Durante Audiências Públicas do Planejamento Plurianual (PPA) realizadas anualmente pela assembleia Legislativa, este pleito sempre é levantado.  Além disso, cito também como ações não executavas, a revitalização e manutenção de algumas escolas estaduais e ampliação e reforma do Hospital da Fundação e obras no Contorno Viário de São Lourenço.

Acompanhe as notícias de Chapecó e região

Qual é a avaliação sobre o fim das ADRs?

Na minha opinião, da forma como essa questão foi conduzida por algumas pessoas de dentro do Governo Colombo, e não por parte do próprio Governador, as ADRs foram perdendo dia após dia cada vez mais autonomia. Tiraram das Secretarias Regionais o seu orçamento e aos poucos estas unidades foram perdendo também a capacidade de investimento que poderiam fazer nas suas respectivas regiões. Acredito que se continuassem a ter orçamento próprio e autonomia, assim como quando foram criadas, as SDRs, hoje ADRs, continuariam a ter sim um papel fundamental no desenvolvimento da nossa região, em especial para auxiliar os pequenos municípios.

Qual é a diferença?

Prova disso são as inúmeras obras realizadas em nossa região por meio da SDR, que hoje colhemos frutos como pavimentação de seis acessos a municípios, construção de Unidades de Saúde, Centro de Eventos, etc. Estamos muito distantes da capital e consequentemente do Governo do Estado e as regionais têm o papel de aproximar o cidadão do Governo Estadual, a extinção destes órgãos me preocupa.

E o resultado representado nas urnas?

Desejo muito sucesso a toda equipe do novo Governo que tem à frente Comandante Moisés, como nosso Governador. Respeitar a decisão do eleitor Catarinense que optou pela mudança. Fico na torcida que suas atitudes venham ao encontro do que a população quer. Agradeço a toda população regional que meu a oportunidade de representar o Governo nestes últimos 4 anos, a toda a equipe de funcionários da ADR.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Dia D para a Efapi 2019
Buligon: Caminhamos para uma candidatura quase unânime em Chapecó
Santa Catarina terá Sistema Cicloviário
Ponticelli: O desafio é fazer administração de qualidade nos municípios
Flavia Didomenico assume a Santur
Rachel Steiernagel: Somos o elo mais próximo da comunidade
Valdir Colatto e Derli Maier entregam cerca de R$ 3 milhões em emendas para Chapecó
Ponticelli assume a Fecam prometendo fortalecer as associações de municípios
ICMS puxa alta de 13,3% na arrecadação de Santa Catarina em 2018
Bolsonaro assina decreto que flexibiliza a posse de armas