Bruno Pace Dori
279 ARTIGOS
Formado em Comunicação Social pela Unochapecó, Bruno Pace Dori tem mais de 10 anos de experiência na área do jornalismo e assessoria. É editor de Política do Diário do Iguaçu e traz informações que são destaque em Chapecó e Santa Catarina.

A polarização na eleição de Chapecó em 2020

- Publicidade -
 

Historicamente, a eleição municipal em Chapecó acaba polarizando entre duas candidaturas. E no momento o cenário atual também se desenha neste sentido. O ex-deputado federal João Rodrigues (PSD) quer voltar à prefeitura de Chapecó e trabalha firme em sua pré-candidatura.

Do outro lado, após os desencontros de 2016, a esquerda estará unida em 2020. Não se deve esquecer que unidos têm potencial de atingir, no mínimo, 40% dos votos. Embora não haja um nome ainda, a deputada estadual Luciane Carminatti (PT) é que desponta hoje com mais força.

O PT de Chapecó entende que o pior momento, que era em 2016 logo após impeachment, já passou. Entre seus quadros, Luciane é a que melhor mantém trânsito com outros partidos e entidades representativas. Por esse motivo, é o nome que pode ir à disputa contra João Rodrigues.

Como ex-prefeito, é o pré-candidato com maior potencial de agregar apoio de outros partidos, lideranças e do meio empresarial. Salvo grande surpresa, Rodrigues vai mesmo para a eleição e deve ter como maior adversário Luciane e os partidos que vão compor juntos com a deputada.

DEIXE SEU COMENTÁRIO