Rodrigo Goulart
1744 ARTIGOS
Jornalista da editoria de esporte, Rodrigo aborda os lances da rodada e o que acontece no esporte do Estado. Visão crítica e apurada de quem entende do assunto.

Aplausos para Philippe Coutinho

- Publicidade -
 

Faço questão de publicar texto da Agência Brasil publicado pelo repórter Maurício Costa. Em tempos de pandemia do novo coronavírus, a recomendação é ficar em casa, protegido e o mais próximo possível de um isolamento social. O problema é que as medidas afetam diretamente o trabalho e o sustento de muitas famílias no Brasil. Quem pode, ajuda.

Um dos auxílios veio da Alemanha, do meio-campista Philippe Coutinho. Nascido e criado na zona norte da cidade do Rio de Janeiro, o jogador do Bayern de Munique – emprestado pelo Barcelona – doou 20 toneladas de alimentos e produtos de higiene para as comunidades da Mangueira e da Barreira do Vasco, que fica ao lado do estádio de São Januário.

A doação ocorreu por intermédio das associações de moradores. O jogador agradeceu a Deus por ter condições de ajudar e a todos que colaboraram de alguma forma para que a ação solidária se tornasse possível. O atleta disse que é o início de uma grande campanha para o bem, afirmando que ajudar quem precisa é fundamental para um mundo melhor e todos nós deveríamos fazer a nossa parte, seja com muito ou com pouco, mas o importante é ajudar.

Mais exemplos

O zagueiro Danny Morais, do Santa Cruz, decidiu ajudar os mais necessitados. A forma encontrada pelo jogador gaúcho foi autografar a camisa do time pernambucano e leiloar na internet. Para dar uma projeção maior à iniciativa, batizada de “Desafio Corona”, o atleta buscou a ajuda do amigo Guilherme Alf, relações públicas no setor esportivo. “Ele comprou a ideia e desenvolveu o projeto. Não imaginava que fosse tomar essa proporção. Com a adesão de várias empresas e de jogadores de renome mundial“, comemora.

Um destes jogadores de renome é o goleiro Alisson, da seleção brasileira e do Liverpool, que também é embaixador da Organização Mundial de Saúde (OMS). Denílson, pentacampeão mundial com a seleção brasileira, também está engajado nesta ação iniciado por Danny Morais, que começou a carreira no Inter e passou pela Chapecoense em 2014. O Instituto da Criança é o parceiro social responsável pela gestão das doações, prestação de contas e apresentação de resultados do Desafio Corona. A ideia é destinar a verba para a compra de equipamentos fundamentais para o combate ao novo coronavírus a hospitais de diversas regiões do Brasil. As camisas disponíveis no site desafiocorona.com.br terão valores variados.

DEIXE SEU COMENTÁRIO