Bruno Pace Dori
453 ARTIGOS
Formado em Comunicação Social pela Unochapecó, Bruno Pace Dori tem mais de 10 anos de experiência na área do jornalismo e assessoria. É editor de Política do Diário do Iguaçu e traz informações que são destaque em Chapecó e Santa Catarina.

Câmara de Chapecó pede que sobra de dinheiro seja aplicado no combate à Covid-19

- Publicidade -
 

Diversos órgãos estaduais e municipais estão adotando medidas para devolver dinheiro aos executivos municipal e estadual para utilização na área da saúde como forma de combater a pandemia do novo coronavírus. Mas na Câmara Municipal de Chapecó isso não ocorre, uma vez que o Legislativo só recebe, mensalmente, repasse para cobrir sua despesa daquele mês.

Ao contrário de quase todos os municípios, onde a prefeitura envia no início do ano o valor total, sendo que o que não é gasto retorna ao Executivo no fim do ano, em Chapecó a Câmara recebe exatamente o que gasta, por isso, não tem o que devolver à Prefeitura de Chapecó.

Neste ano, a expectativa é que os gastos do Legislativo fiquem em torno de R$ 10,8 milhões. Em nota, a Câmara de Chapecó informou que sobre as receitas tributárias e transferências constitucionais, haverá uma economia de aproximadamente R$ 14,4 milhões no ano de 2020.

“Este valor economizado fica à disposição do Poder Executivo Municipal para ser utilizado em prol da população chapecoense. Desta forma, para auxiliar no enfrentamento à Covid-19, será encaminhado um documento à Prefeitura de Chapecó indicando que esses R$ 14,4 milhões sejam, preferencialmente, utilizados na área da saúde do município, no combate à pandemia”.

DEIXE SEU COMENTÁRIO