Bruno Pace Dori
309 ARTIGOS
Formado em Comunicação Social pela Unochapecó, Bruno Pace Dori tem mais de 10 anos de experiência na área do jornalismo e assessoria. É editor de Política do Diário do Iguaçu e traz informações que são destaque em Chapecó e Santa Catarina.

Chegada do final de ano ajuda a abafar criação da CPI do Nepotismo

- Publicidade -
 

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Nepotismo em Chapecó não deve mesmo ir para frente, como já era previsto. Com a aproximação do fim do ano e a chegada das festas de Natal e do período de recesso, a ideia dos vereadores é deixar o assunto esfriar naturalmente. Na própria Câmara Municipal ninguém mais fala sobre o assunto.

Embora a sugestão da CPI tenha partido do Observatório Social (OS), seis vereadores – que se declaram independentes – assinaram o requerimento para a criação da Comissão: Cleber Ceccon (PT), Cleiton Fossá (MDB), Derli Maier (MDB), Jatir Balbinot (PDT), Marcilei Vignatti (PT) e Neuri Mantelli (sem partido). São necessárias sete subscrições.

Algumas lideranças – que fazem política de uma forma antiga – não observam que os tempos mudaram. As pessoas têm mais acesso à informação, os promotores estão muitos atentos e as entidades civis fazem o trabalho de acompanhamento. Não à toa estamos vendo tantos políticos processados e condenados e denúncias aos montes.

DEIXE SEU COMENTÁRIO