Ivan Carlos Agnoletto
610 ARTIGOS
Ivan Carlos Agnoletto é radialista e colunista esportivo do Diário do Iguaçu. Em 40 anos de atuação na imprensa de Chapecó, Ivan já narrou mais mil partidas da Chapecoense.

Goleada no campo e fora dele

- Publicidade -
 

Estou me referindo sim, ao Tubarão. Foi muito pretensiosa a diretoria do Peixe. Onde já se viu assinar uma ata de conselho técnico, jogar o campeonato, jogar os jogos para não cair e, depois de cair, entrar na justiça. Pisaram na bola! Resultado: mesmo número de gols que tomaram do Concórdia na temporada, foi o número de votos decretando o rebaixamento. Oito votos para a queda e apenas um pela permanência. Desta vez, foi muito bem o TJD em Santa Catarina.

 

A estreia na Série B

O objetivo da Chapecoense no início da competição é permanecer na Série B, não cair para a C. O discurso é o mesmo empregado lá em 2013, lembram? Acontece que o time encaixou, as possibilidades se abriram e a Chapecoense passou a ficar e sonhar com o acesso. Claro que é mais fácil estar entre os 16 que permanecem. Mas, é ficando na parte de cima da tabela que o Verdão alcançará seu objetivo. Não podemos cobrar tudo nas primeiras rodadas. Uma coisa é o time do Catarinão. Diferente será, com os reforços que estão chegando, o time que disputará a Série B. Vamos apoiar, acreditar, incentivar e torcer.

 

Lances

 

-Triste ver o Concórdia atravessando a situação vivida tantos anos pela Chapecoense.

-Pela falta de calendário, desativação por completo do departamento de futebol.

- Na próxima semana, a Chape quita o que deve do mês de junho aos jogadores.

- O atraso então, passa a ser de 30 dias. Para o futebol no Brasil, absolutamente normal.

- Neste dia dos pais, vamos torcer para que a Chape nos dê de presente pelo menos um ponto no confronto com o Oeste.

- Grande abraço! E neste domingo estaremos juntos na Condá FM 98.9. 

DEIXE SEU COMENTÁRIO