Andréa Leonora
433 ARTIGOS
Jornalista com mais de 30 anos de experiência, passou pelos jornais A Notícia, Diário Catarinense, Gazeta Mercantil e Indústria&Com;ércio. Tem matérias publicadas também em O Globo e Folha de São Paulo. Atuou na Assessoria de Imprensa da Petrobras, no Rio de Janeiro, e, em Santa Catarina, na área de Comunicação da Celesc, da Eletrosul e da Assembleia Legislativa. É editora da Coluna Pelo Estado desde 2010 e coordenadora de Integração Editorial da ADI-BR

Mais uma pegadinha bem sem graça para prefeitos e municípios

- Publicidade -
 

A Federação Catarinense de Municípios (Fecam), que já protagonizou o movimento nacional de prefeitos para uma revisão das novas regras do Programa Mais Médicos, mais uma vez toma a frente e acende o alerta para a reforma Tributária que tramita na Câmara dos Deputados (PEC 45/2019) à revelia do governo federal. Enquanto as atenções estão voltadas à reforma da Previdência, a Tributária já até passou pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara e segue agora para Comissão Especial.

O presidente da Fecam, Joares Ponticelli, prefeito de Tubarão, quer chamar a atenção para os riscos e anunciou que a entidade vai mobilizar o Fórum Parlamentar Catarinense, a Confederação Nacional de Municípios (CMN) e já prepara para julho uma rodada de encontros para tratar o assunto com prefeitos e lideranças do estado. O alerta é mais do que necessário. Se continuar tramitando sem resistências e o texto aprovado for o atual, será um desastre para as finanças dos municípios brasileiros. Além de federalizar o mais importante imposto coletado pelas prefeituras, o ISS, há uma grande preocupação com a mudança sobre a arrecadação do ICMS, hoje baseada no local da produção.

O novo texto prevê que o tributo fique no destino do produto. Para um estado focado em produção como Santa Catarina, o resultado pode ser desolador em virtude da perda de arrecadação e do impacto negativo na economia. É preciso lembrar que a situação dos municípios já é caótica. Uns mais, outros menos, mas todos têm dificuldade para conciliar obrigações, folha, custeio e investimentos necessários.**

Despedida na Adjori-SC

Foto: Murici Balbinot/Adjori-SC

Nessa sexta-feira (14), a Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina (Adjori-SC), elegeu a nova diretoria para o biênio 2019-2021. A entidade será comandada por José Roberto Deschamps, que é diretor do Jornal Metas, de Gaspar. A troca de gestão marcou a saída de Miguel Ângelo Gobbi, que ocupou a presidência por 25 anos. “Levo da Adjori mais do que resultados. Levo amigos. Foram inúmeros momentos de desafio, mas muito maiores foram as alegrias”, disse o agora ex-presidente. Gobbi teve papel relevante na valorização dos jornais do interior catarinense e na transição do meio impresso para o digital. Logo depois da posse, Deschamps convocou toda a diretoria e fez a primeira reunião de trabalho para alinhar as estratégias da gestão.

Nem dá para calcular! O presidente do Conselho de Órgãos Fazendários Municipais (Confaz-M-SC), Flávio Martins Alves, também falou sobre os riscos da proposta de reforma Tributária que tramita na Câmara federal. “O pior é que a proposta não traz informações exatas, que nos deem parâmetros para o cálculo das perdas que, inevitavelmente, ocorrerão. Diz apenas que haverá dois anos de análise, já com a reforma Tributária sendo aplicada, para só então se definirem os ajustes”, criticou.

Bombeiros civis Projeto que tem a digital do deputado Coronel Mocellin (PSL), ex-comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar (CBMSC), o decreto que cria uma ajuda de custo para os bombeiros comunitários foi assinado pelo governador Carlos Moisés. O anúncio ocorreu na quinta-feira (13), durante a troca de Comando do CBMSC, que passou a ser conduzido no Estado pelo coronel Charles Vieira.

ZapZap Restam poucas vagas para o workshop O Potencial do WhatsApp e a Comunicação com o seu Público-Alvo. O evento acontece em Florianópolis, na próxima terça-feira (18), e será ministrado pelo jornalista João Paulo Borges, consultor na implantação de dezenas de canais institucionais e empresariais pelo aplicativo. A ferramenta mais uma vez deve ser decisiva, agora nas Eleições Municipais 2020. E faltam menos de 500 dias! Informações: contato@afabricawb.com.br ou (48) 9 9663-1129, celular e WhatsApp.

**A pegadinha da qual falamos na abertura da coluna de hoje foi um dos temas da conversa de Joares Ponticelli com os jornalistas Roberto Azevedo e Andréa Leonora. Com mais de 30 anos de Jornalismo, Azevedo está no comando do novo programa da TV AL (da Assembleia Legislativa), o Edição Extra. O objetivo é trazer assuntos complexos e que interferem no dia a dia dos catarinenses. Com o presidente da Fecam o tema foi Pacto Federativo. O programa com Ponticelli vai ao ar no dia 28.

DEIXE SEU COMENTÁRIO