Bruno Pace Dori
55 ARTIGOS
Formado em Comunicação Social pela Unochapecó, Bruno Pace Dori tem mais de 10 anos de experiência na área do jornalismo e assessoria. É editor de Política do Diário do Iguaçu e traz informações que são destaque em Chapecó e Santa Catarina.

O Brasil ter armas nucleares é uma ideia descabida

Eduardo Bolsonaro (PSL), terceiro filho do presidente Jair Bolsonaro e deputado federal pelo estado de São Paulo, defendeu, em reunião da Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados, que o Brasil tenha armas nucleares.

Além de completamente descabida, a ideia vai à contra mão mundial, onde os países estão discutindo o fim do armamento atômico, que comprovadamente é destruidor e altamente perigoso, além de ser muito caro. E isso que o Brasil está diante da falta de recursos para áreas prioritárias, como saúde e educação.

É bom ressaltar que o Brasil segue insistindo no erro de operar Usinas Nucleares, com a construção de Angra 3. Lembrando que Angra 1 e 2 faziam parte da estratégia da Ditadura Militar para tornar o Brasil uma potência em armamento.

Hoje, a energia nuclear está sendo abandonada no mundo devido ao risco que oferece. Basta observar os exemplos recentes de Japão e Alemanha. E sem falar nos indícios de corrupção na construção de Angra 3, com a estimativa de desvio de R$ 1,8 bilhão, que resultou na prisão do ex-presidente Michel Temer.

DEIXE SEU COMENTÁRIO