Bruno Pace Dori
487 ARTIGOS
Formado em Comunicação Social pela Unochapecó, Bruno Pace Dori tem mais de 10 anos de experiência na área do jornalismo e assessoria. É editor de Política do Diário do Iguaçu e traz informações que são destaque em Chapecó e Santa Catarina.

Os desdobramentos políticos em Santa Catarina com o pedido de impeachment

- Publicidade -
 

Acusados de supostamente terem cometido crime de responsabilidade, o governador Carlos Moisés (PSL) e a vice, Daniela Reinehr (sem partido), enfrentam um pedido de impeachment. Apesar de opiniões divergentes, a maioria acredita que o processo não irá para frente, uma vez que a materialidade do fato não estaria comprovada.

De toda forma, mesmo com o pedido sendo arquivado, coloca Moisés e Daniela no olho do furacão e no centro de nova polêmica. Eles não tiveram um primeiro ano tranquilo e o segundo já começa enrolado. Não sou jurista, portanto, não sei se realmente houve crime de responsabilidade. O direito sempre tem suas teorias e correntes.

Porém, no campo político, mesmo que não tenha feito nada de irregular, Moisés e Daniela enfrentam novo desgaste. E lembrando que a relação com os deputados estaduais não é das melhores. Sabemos que o Legislativo não realiza um julgamento técnico, mas sim político. Esse fato pode levar o governador e a vice a serem cassados.

É difícil imaginar isso no momento, mas a hipótese não pode ser descartada. Impeachment deveria ser usado somente em questões extremamente graves e não quando algo de menos gravidade ocorre, uma vez que acaba causando insegurança administrativa e problemas na condução do governo, seja federal, estadual ou municipal.

DEIXE SEU COMENTÁRIO