Bruno Pace Dori
253 ARTIGOS
Formado em Comunicação Social pela Unochapecó, Bruno Pace Dori tem mais de 10 anos de experiência na área do jornalismo e assessoria. É editor de Política do Diário do Iguaçu e traz informações que são destaque em Chapecó e Santa Catarina.

Partidos de esquerda de Chapecó buscam união para a eleição de 2020

- Publicidade -
 

Os partidos alinhados mais à esquerda ideologicamente por enquanto não apresentam nomes para concorrer à prefeitura de Chapecó. PT e PCdoB buscam, por exemplo, primeiro limar as asperezas que foram produzidas ainda durante o processo eleitoral municipal de 2016, quando ambos apresentaram candidaturas, com Luciane Carminatti e Cesar Valduga.

Na ocasião, a divisão de forças acabou facilitando a eleição de Luciano Buligon (DEM), então pelo PSB, que já era o favorito. Depois disso, as lideranças petistas, comunistas e de outros partidos, como o PDT, priorizam o diálogo e a construção de um projeto único para a eleição de 2020. Eles entendem que no cenário atual é preciso primeiro somar forças.

O fato é que a esquerda entende que a eleição em Chapecó já é difícil se estiverem únicos, portanto, se dividirem forças a derrota é certa. Por hora, alguns nomes são especulados. A vereadora Marcilei Vignatti (PT) e o vereador Jatir Balbinot (PDT) podem ser opções, assim como pelo PCdoB, o ex-deputado Cesar Valduga e o ex-vereador Paulinho da Silva.

DEIXE SEU COMENTÁRIO