Cezar da Luz
218 ARTIGOS
Cezar da Luz é gaúcho de São Gabriel, aquerenciado há mais de 40 anos em Chapecó. Na imprensa é colunista do Diário do Iguaçu/Folha de Chapecó há 17 anos e há 19 anos apresenta o programa Chama Nativa na Rádio Super Condá FM 98.9. Também é pesquisador e palestrante da história e cultura gaúcha.

Projeto “Do Lixo ao Luxo: Reciclagem e sustentabilidade – Preservando a natureza para as próximas gerações”

- Publicidade -
 

Cada vez mais o cidadão e o meio empresarial estão dando importância e discutindo a sustentabilidade. Os tradicionalistas não ficam de fora. Aliás, exercendo a cidadania e cumprindo a Carta de Princípios. A tradicionalista chapecoense Darlene Cardoso, segunda-prenda veterana da CBTG, nos encaminhou um texto que facilita o entendimento sobre o tema. Confira na íntegra: “Realizado pelos coordenadores do Projeto Guardiões da Tradição, Darlene Cardoso (segunda-prenda veterana da CBTG), Fernanda Luiza Costella (segunda-prenda juvenil do MTG/SC) e Cristiano Oliveira Morais (primeiro-peão barriga-verde veterano da 12ª RT-MTG/SC). Sustentabilidade e a importância da reciclagem”. 

Você sabe o que é sustentabilidade e como você pode contribuir para um mundo mais sustentável?

O conceito de sustentabilidade traduz-se pelo princípio onde o uso dos recursos naturais que atendem nossas necessidades diárias não devem – e nem podem – comprometer os recursos naturais das gerações futuras. O meio ambiente é sustentável por natureza, nós é que estamos alterando seu funcionamento natural e projetado por Deus. Então, desenvolver técnicas sustentáveis nada mais é do que mudar nossa maneira um tanto quanto predatória de consumir aquilo que foi feito para durar. Entre as formas sustentáveis está a reciclagem, que consiste em reaproveitar aquilo que seria descartado no meio ambiente e refutado como lixo, mas que através de um processo adequado pode voltar a ter utilidade para as pessoas. A importância de reciclar é simples, pois estaríamos trazendo de volta aquilo que não seria mais útil e aí há duas grandes vantagens: econômica e ambiental.

Os três “Rs” da sustentabilidade: reduzir, reutilizar e reciclar 

Reduzir – consiste em evitar o consumo desnecessário, diminuindo a quantidade de lixo produzido.

Reutilizar – dar uma nova utilidade aos materiais que seriam jogados no lixo.

Reciclar – é recuperar a matéria-prima a partir do “lixo”, utilizando de forma industrial, agrícola ou artesanal.

Conforme a Carta de Princípios do Movimento Tradicionalista, devemos auxiliar o Estado na solução dos seus problemas fundamentais e na conquista do bem coletivo – neste caso buscando formas de conscientização para a salvação do nosso planeta, por meio de projetos realizados onde a reutilização de materiais transformando o que seria “lixo” em brinquedos, potes, porta-joias. Enfim, dando uma nova roupagem, por meio da arte, preservando a natureza. Usando como metodologia palestras, mostrando a importância de cuidar da “nossa casa = nosso planeta” e, por meio de oficinas, ensinando a transformar o lixo em luxo.

Dando sequência aos nossos trabalhos, deixamos aqui o convite para todos os tradicionalistas e simpatizantes da cultura tradicionalista gaúcha para que venham ao galpão do CTG Coxilha do Quero-Quero no dia 1º de fevereiro, a partir das 13h30, onde estará ocorrendo o 1º Chasque Cultural da 12ª RT-MTG/SC com os seguintes temas: “A importância do voluntariado nas transformações sociais” e “O futuro sustentável e a educação ambiental no Movimento Tradicionalista Gaúcho de Santa Catarina”. O último tema citado faz parte do projeto de autoria do peão Cristiano Oliveira Morais (primeiro-peão barriga-verde veterano da 12ª RT-MTG/SC).

Darlene Narvaz Cardoso (segunda-prenda veterana da CBTG e vice-coordenadora artística da 12ª RT-MTG/SC).







DEIXE SEU COMENTÁRIO