Bruno Pace Dori
339 ARTIGOS
Formado em Comunicação Social pela Unochapecó, Bruno Pace Dori tem mais de 10 anos de experiência na área do jornalismo e assessoria. É editor de Política do Diário do Iguaçu e traz informações que são destaque em Chapecó e Santa Catarina.

PSDB de Chapecó e executiva estadual do partido em rota de colisão

- Publicidade -
 

É bastante tenso o clima entre o diretório do PSDB de Chapecó e a executiva estadual da sigla. Filiados locais reclamam das interferências estaduais e, principalmente, dizem que não foram consultados a respeito da filiação de Gelson Merisio ao partido, no fim do ano passado.

Na reunião realizada sábado (8) em Chapecó, a presidente Geovania da Sá foi questionada sobre esses últimos acontecimentos e não teria se posicionado. O fato irritou alguns filiados mais antigos que, inclusive, eles já estariam encaminhando seus pedidos de desfiliação.

Lembrando que o então pré-candidato do PSDB, Ivan Carlos, anunciou que vai se filiar no PP em março. Seu irmão, o vereador Itamar Agnoletto, que não escondeu sua insatisfação com a executiva estadual do PSDB. Ele disse que neste sábado (15) será realizada reunião interna.

Agnoletto não descarta trocar de partido em março, quando abre a janela. Em conversa com o Blog, ele reclamou de Geovania, por não ouvir os filiados locais, e criticou o deputado estadual Marcos Vieira e Merisio por, segundo ele, interferirem em Chapecó, no diretório municipal.

Conforme Agnoletto, a executiva estadual tem tomado decisões “de cima para baixo” e, assim, “estão faltando com respeito com os tucanos de Chapecó”. O vereador citou que fica sabendo de filiações ao partido pela imprensa e que a situação é vexatória para os tucanos locais.

Presidente do PSDB de Chapecó, João André Patussi, minimizou o conflito entre o diretório municipal e a executiva estadual. Segundo ele, Agnoletto tem o direito de estar descontente, porém, que está sendo construída a possibilidade de o partido ter candidatura a prefeito.

Isso, conforme ele, passa pelas articulações estaduais. “Mas é lógico que quem vai escolher o candidato é o diretório de Chapecó”, comentou ao Blog. De acordo com Patussi, está decidido que o PSDB terá candidatura a prefeito no município e definitivamente não vai abrir mão disso.

DEIXE SEU COMENTÁRIO