Rodrigo Goulart
1567 ARTIGOS
Jornalista da editoria de esporte, Rodrigo aborda os lances da rodada e o que acontece no esporte do Estado. Visão crítica e apurada de quem entende do assunto.

Que se faça uma nova reconstrução na Chapecoense

- Publicidade -
 

Só a vitória interessava para a Chapecoense na noite deste domingo (20), na Arena Condá. Era o jogo para acabar com o jejum. O Goiás faz boa campanha, mas veio ao Oeste catarinense sem a sua perigosa linha de frente. O Verdão faz 2 a 0. Pensamos: agora vai. Mas não foi. Cedeu o empate: 2 a 2, resultado final.

Como continuar acreditando? Faltam 11 rodadas, com a desvantagem para o primeiro fora do Z4 chegando a 11 pontos, podendo aumentar para 12 se Ceará e CSA – pelo menos um dos dois – vencerem nesta segunda-feira (21). A Chape fez um primeiro tempo de muita competência, mas no segundo deu terreno demais para o Esmeraldino. Pois é. Já são 12 partidas sem ganhar.

A Série B é realidade. Está na hora de planejá-la, e este planejamento poderia começar com mudanças na direção. Não falo de uma ou duas peças. Sinceramente, não sei se é possível, mas bem que poderiam realizar uma nova eleição, mas de preferência, com consenso. Iniciar do zero, uma nova reconstrução, até porque a diretoria está rachada.

Alguns dirigentes nem se falam mais, isso que ficou perceptível antes do confronto deste domingo, na zona mista.

>>Confira como foi Chapecoense 2x2 Goiás<< 

DEIXE SEU COMENTÁRIO