Rodrigo Goulart
1682 ARTIGOS
Jornalista da editoria de esporte, Rodrigo aborda os lances da rodada e o que acontece no esporte do Estado. Visão crítica e apurada de quem entende do assunto.

Será que a Chape consegue manter a tradição de avançar na 1ª fase da Copa do Brasil?

- Publicidade -
 

Até hoje, a Chapecoense sempre passou da primeira fase da Copa do Brasil. Estreou no torneio nacional em 2008 e eliminou o Guarani. Surpreendeu, no que pese o momento de vacas magras do Bugre campineiro.

Dois anos depois, despachou o Brasiliense, que estava na Série B do Brasileiro. Entrou como favorito na etapa inicial das edições seguintes e nunca decepcionou. Será que o Verdão vai manter a tradição de avançar ao segundo confronto eliminatório? O sentimento é de incredulidade.

A torcida existirá, mas, pensando apenas com a razão,fica difícil imaginar um resultado que não seja a derrota para o Boavista (RJ), nesta quarta (19), às 19h15, em Saquarema.

A equipe do Oeste catarinense tem apresentado uma caricatura de futebol. Por outro lado, o adversário está em alta. É finalista da Taça Guanabara, o primeiro turno do Campeonato Carioca. Investiram bem para o Estadual.

Grana alta

A eliminação nesta noite vai doer no bolso. A classificação vale R$ 1,3 milhão para a Chape, que talvez nunca precisasse tanto de uma cota gorda da Copa do Brasil. De cara, Umberto Louzer tem uma decisão. Terá de ajustar o time mais na conversa que treinando. Fará milagre? Se conquistar a vaga – o empate serve – começará o seu trabalho em pé na patrola. Sejamos coerentes: a tendência é o clube verde-branco cair fora nesta quarta-feira. Vamos torcer para que os jogadores nos surpreendam.

DEIXE SEU COMENTÁRIO