Rodrigo Goulart
1488 ARTIGOS
Jornalista da editoria de esporte, Rodrigo aborda os lances da rodada e o que acontece no esporte do Estado. Visão crítica e apurada de quem entende do assunto.

Um time inteiro só de atacantes na Chapecoense

- Publicidade -
 

A Chapecoense está acertada com Renato Kayser. O clube do Oeste catarinense aguarda apenas a rescisão do empréstimo com a Ponte Preta para anunciar o atleta, que pertence ao Cruzeiro. Ele será o 12º atacante do grupo verde-branco.

Para os lados do campo, o técnico Ney Franco já conta com Arthur Gomes (apresentado nesta quinta, 10), Aylon, Bruno Silva, Lourency, Régis, Renato, Rildo e Victor Andrade. Há ainda para as “beiradas” do campo Thiago Santos, mas ele passou por cirurgia e só deve ter condições de voltar a jogar em outubro. Os outros atacantes são os centroavantes: Everaldo e Perotti.

É possível formar um time apenas com atacantes. Quem seria o goleiro? Colocaria o Perotti, pela altura. Everaldo está com o faro de gol aguçado, não pode sair da linha de frente. Brincadeiras à parte, o setor ofensivo do Verdão está inchado. São 11 jogadores aptos, hoje, para esta faixa do gramado. É muito. Ah! E quantidade não resolve problema.

Para sobrar

O diretor de futebol da Chapecoense, Newton Drummond, disse nesta semana, na coletiva de apresentação de Arthur Gomes, que a ideia do departamento de futebol é trabalhar com três jogadores por posição. Com a chegada de Renato Kayser, serão nove atacantes de beirada. Sendo assim, três sobrarão. Coloca-se neste bolo o Victor Andrade. O clube não fará força para prorrogar o empréstimo que termina no meio do ano.

Quais seriam os outros dois atacantes de lado preteridos por Ney Franco para desinchar o elenco da Chapecoense? Apostaria em Bruno Silva e Lourency. Perderam espaço e devem cair no ostracismo com a recuperação de Rildo e as chegadas de Arthur Gomes e Renato Kayser. Já ouvi pessoas próximas ao Verdão entenderem que Bruno Silva precisa respirar novos ares. Não se surpreendam se ele e Lourency forem emprestados.

DEIXE SEU COMENTÁRIO