14 Bis é reaberto após uso de artefato pirotécnico em Chapecó

Liberação se deu após a formalização de Termo de Ajustamento de Conduta com a Prefeitura de Chapecó

- Publicidade -
 

Nesta sexta-feira (11) o 14 Bis voltou a abrir as portas para o público em Chapecó. A casa noturna havia sido interditada pelo Prefeito de Chapecó após o uso de artefatos pirotécnicos no dia 27 de setembro.

>> Últimas notícias <<

Em nota, a casa de show informou que a liberação se deu após a formalização de Termo de Ajustamento de Conduta com a Prefeitura de Chapecó e anuência do 6º Batalhão de Bombeiros Militar. 

“Ressaltamos à comunidade em geral o nosso compromisso em garantir a segurança e bem estar do nosso cliente”, complementa em nota. A nota informou, ainda, que o show da dupla Victor Hugo foi reagendado para o dia 1º de dezembro. 

Relembre

No dia 28 de setembro o a casa de show 14 Bis foi advertida e, em seguida, interditada pelo uso de artefatos durante uma apresentação. Em cumprimento à Lei Municipal nº 6.368, de 22 de fevereiro de 2013, que proíbe o uso de fogos de artifício, sinalizadores, show pirotécnico com fogos de qualquer espécie e similares em boates, bares, teatros, auditórios, clubes e demais locais fechados públicos e/ou privados destinados a eventos, o Prefeito de Chapecó, Luciano Buligon determinou, no dia 4 de outubro a imediata interdição do 14 Bis Bar. 

De acordo com a prefeitura, o despacho foi encaminhado à Secretaria de Desenvolvimento Urbano (SEDUR) para execução, com o suporte necessário da Procuradoria Geral do Município.
 
Ciente, também, do conteúdo do Ofício-NR 494-2019, emitido pelo 6º Batalhão de Bombeiros Militares de Santa Catarina, a prefeitura de Chapecó considerou os seguintes itens para interditar, de forma imediata, o estabelecimento:
 
- Informação vinda do 6º Batalhão de Bombeiros Militares de Chapecó de que se trata de episódio reincidente;
 
-Vídeo e reportagem extraídos de website que demonstram a utilização de artefatos pirotécnicos em ambiente fechado, caracterizando a Casa Noturna em questão;
 
-A possibilidade da realização de um novo show no local sem a garantia do cumprimento da Legislação Municipal.

Contraponto 

Em contato com um dos sócios-proprietário do 14 Bis, Luiz Henrique Giaretton, ele informou que o uso de artefatos pirotécnicos não foi da casa, mas sim da banda que desobedeceu o contrato que impede o uso deste tipo de material no estabelecimento.


DEIXE SEU COMENTÁRIO

Incêndio destrói casa em Xanxerê
Idoso fica ferido após trator tombar em São Lourenço do Oeste
Caminhão tomba e interdita SC-161 em Palma Sola
Dislexia dificulta identificação de palavras
Caminhada das Religiões Afro ocorre nesta sexta-feira em Chapecó
Abertura do Natal Show em Marema acontece nesta quinta-feira
Menor número de latrocínios em 12 anos é registrado em Santa Catarina
Caminhão desce rua e invade casa em São Miguel do Oeste
Incêndio em aviário mata milhares de aves em Jardinópolis
Atletas da categoria de base da Chapecoense participam de treinamento para prevenção de incêndios