390 milhões de pessoas no mundo são contaminadas pela dengue anualmente

Silenciosa, doença não causa sintomas em 75% dos casos, mas pode se manifestar de forma grave na segunda infecção

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), 396 milhões de pessoas são infectadas pelo vírus da dengue ao redor do mundo todos os anos. Dessas, apenas 96 milhões apresentam os sintomas da doença.

O que significa que aproximadamente 300 milhões de indivíduos têm dengue assintomática anualmente, ou seja, contraem a infecção, mas não manifestam nenhum sinal.  Por esse motivo, muitas pessoas nem ficam sabendo que contraíram a doença transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti.

>> Últimas notícias

Segundo especialistas, essa é uma situação alarmante, pois o indivíduo infectado pela segunda vez tem mais chance de desenvolver a forma grave da doença, que pode, em casos mais extremos, levar ao óbito. Por este motivo é importante avaliar o status sorológico e prevenir a dengue. 

Além de cuidarmos para que não haja proliferação do mosquito, eliminando os focos e criadouros, a vacina é a forma mais eficiente e segura para prevenir a segunda infecção, já que é indicada para pessoas entre 9 e 45 anos que já foram infectadas pelo vírus pelo menos uma primeira vez.

Dengue sem sintomas

Segundo estudos, a dengue é silenciosa em cerca de 75% dos casos. Mesmo febre e dores no corpo, que são os sinais mais comuns da doença, podem não se manifestar quando há infecção. E apesar de existirem alguns estudos em estágio avançado, ainda não há nenhuma definição sobre o motivo pelo qual essa falta de sintomas ocorre.  

Outro ponto que merece atenção é que, por causa da falta de manifestações ou da baixa incidência delas, as pessoas podem confundir os mínimos indicativos da doença com um resfriado rotineiro, o que pode acabar escondendo a primeira infecção por dengue, que costuma ser mais leve.

Apesar de não haver tratamento específico contra o vírus, o melhor caminho no combate à doença é a prevenção. Indicada para as pessoas que já foram infectadas uma vez, a vacina protege contra a segunda infecção e, consequentemente, ajuda a diminuir o número de hospitalizações. 

A eficácia global da vacina contra a dengue em pessoas soropositivas é de 76%, ou seja, evita 3 em cada 4 casos da doença. 

>> Confira a edição impressa do Diário do Iguaçu


DEIXE SEU COMENTÁRIO

10 dicas de limpeza para evitar doenças respiratórias no outono
Como aproveitar o Comfort food sem prejudicar sua saúde
Saiba quais vacinas devem ser tomadas em cada fase da vida
Cuidados diários previnem dores nas costas
Higiene das mãos evita transmissão de doenças
Chapecó atinge 65% de cobertura vacinal contra a gripe
Cinco dicas para prevenir o Esgotamento Profissional
Com moderação, beber cerveja pode ter seus benefícios, veja lista
Profissionais alertam para a importância da saúde dos olhos
Restrição de alguns alimentos impedem crescimento de cabelo